Quem é Roddy Ricch, rapper que desbancou Justin Bieber do topo das paradas?

"The Box" tirou o retorno de Justin Bieber, "Yummy", do Hot 100 da Billboard

Nicolle Cabral Publicado em 15/01/2020, às 13h09

None
Roddy Ricch (Foto: Reprodução / Instagram)

Se na última década vimos a inquietação criativa do hip-hop florescer para a grande indústria e, com isso, o gênero se tornar o mais popular nos Estados Unidos - ao superar o rock e o pop -, nada mais justo do que iniciar a caminhada aos próximos 10 anos com um rapper liderando o topo das paradas norte-americanas. 

+++ LEIA MAIS: Os 100 melhores discos da década de 2010, segundo a Rolling Stone EUA [LISTA COMPLETA]

Com "The Box", single que integra o disco Please Excuse Me for Being Antisocial, Roddy Ricch é o primeiro nome a aparecer como o auge de streams e foi responsável por desbancar o retorno de Justin Bieber no Hot 100 da Billboard.O novo single "Yummy", é a primeira aparição do cantor pop desde o último disco Purpose, de 2015.

+++ LEIA MAIS: Justin Bieber adia novo disco porque foto não ganhou 20 milhões de curtidas em rede social

No entanto, mesmo com a tamanha familiaridade do cantor com as paradas, o mainstream e a massiva divulgação para este lançamento, Bieber estreou na segunda posição. Nas redes sociais, a sensação de "Sorry" comentou o resultado e parabenizou Ricch pela conquista. 


Mas afinal, quem é Roddy Ricch e por que precisamos prestar atenção nele? 

Antes de 2019 chegar ao fim, a Rolling Stone EUA elencou o Please Excuse Me for Being Antisocial como o terceiro disco de hip-hop responsável por definir o ano e havia creditado o rapper do sul da Califórnia como um grande próximo astro. 

Roddy Ricch, cujo nome verdadeiro é Rodrick Wayne Moore Jr, viveu entre as ruas de Compton e foi diretamente influenciado por artistas como Future, Meek Mill, Young Thug.

Aos 16 anos, o rapper começou a gravar faixas no próprio quarto e o primeiro vislumbre do artista para a indústria foi o Feed tha Streets, em 2017. No ano seguinte, Ricch se empenhou para lançar o EP Be 4 tha Fame, e no verão norte-americano fez o single "Die Young" que o impulsionou e foi certificado como platina. Ainda em 2018, apresentou a segunda coleção do rap melódio e de batidas hipnóticas, Feed tha Streets II

Agora com Please Excuse Me for Being Antisocial, lançado pela Atlantic, o disco de estreia do artista é o verdadeiro anúncio da potência de Ricch. 

De maneira natural, o rapper nos aproxima das rimas introspectivas com as armadilhas melódias do trap e adlibs autenticos como "EHH-ERR" que acompanha o hit "The Box" (que tem como referência a cadeia, em que Ricch já esteve e não pretende voltar). Nas faixas, o rapper expressa as próprias tragédias e as projeta para o sucesso.

E isso vai desde o caos vivido em Los Angeles, a devoção da família pelo cristianismo até a morte do companheiro Nipsey Hussle, de 33 anos, assassinado em abril de 2019. Juntos, lançaram a faixa "Racks In The Middle", uma das últimas contribuições do rapper à música. 

O que ouvir? 

O disco inteiro é uma ótima resposta. Mas selecionamos alguns dos highlights de Please Excuse Me for Being Antisocial, ouça abaixo: 

The Box - Roddy Ricch 


Star Wit Me - Roddy Ricch feat Gunna


Moonwalkin - Roddy Ricch feat. Lil Durk


Boom Boom Room - Roddy Ricch 


War Baby - Roddy Ricch 


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'