Refavela 40, documentário sobre disco de Gilberto Gil, é indicado ao Emmy

Produção relembra viagem do brasileiro à Nigéria e resgate dos afrobeats, funk, sambas e mais no som

Redação Publicado em 24/09/2020, às 17h09

None
Gilberto Gil (Foto: Fernanda Tiné)

Refavela 40, documentário que narra a gravação do disco icônico deGilberto Gil em 1977 - e a gigantesca relevância cultural e social dele até 2020 - foi indicado ao Emmy Internacional nesta quinta, 24.

O filme de 2019, com direção de Mini Kerti, produção da Conspiração e distribuição da HBO Latin America, concorre na categoria de Melhor Programa de Arte ao lado de filmes do Japão, Reino Unido e França.

+++ LEIA MAIS: Filho e netos de Gilberto Gil: como Gilsons se tornou acalanto em tempos de crise política e de saúde

Refavela 40comemora os quarenta anos de lançamento de um dos discos mais importantes da música brasileira. Mostra como Gilberto Gil buscou inspirações dele na Nigéria, durante o  2º Festival Mundial de Arte e Cultura Negra. Além dos afrobeat "importado" do país da África, o músico também procurou inspirações no funk dos EUA, reggae, e no carnaval do Brasil - numa junção, quis homenagear a música negra.

“O filme trata da importância histórica do disco, seu aspecto visionário e a relevância que ganhou ao longo do tempo ao abordar, entre outras questões, aquelas relativas aos negros brasileiros e suas raízes africanas,” diz uma nota divulgada pela Conspiração. Refavela 40está no HBO Go.

+++LEIA MAIS: Gilberto Gil publica foto com os 10 netos e desabafa sobre saudade na pandemia

A empresa informa, também, que a partir de Refavela 40, é a produtora com mais indicações ao Emmy - 10 delas. Em 2012, ganhou por A Mulher Invisível, feito para TV Globo.


+++ MANU GAVASSI: 'SE A MÚSICA SÓ FOR UMA FÓRMULA, É VAZIA E NÃO EMOCIONA' | ENTREVISTA ROLLING STONE