Vocalista do Korn, Jonathan Davis diz que o nu metal é "uma coisa machista que mistura rap e rock"

O músico descreve o gênero como um amontoado de música ruim, e desabafa: “Mas seja o que for, quem dá a mínima?”

Redação Publicado em 02/07/2019, às 09h50

None
Korn (Foto: Dean Karr/Divulgação)

Em uma entrevista em vídeos para o canal da revista Kerrang!, Jonathan Davis, vocalista do Korn, afirmou que o nu metal é extremamente problemático em sua essência - as informações foram transcritas pelo site Blitz.  

Apesar de ter ajudado na criação do gênero, o músico revelou que, para ele, era uma chateação pessoal ser classificado assim: "Em 1993 ou 1994, não éramos uma banda metal, como o Iron Maiden ou o Judas Priest. E era aí que tentavam nos encaixar."

O líder do Korn acrescentou: "Mas seja o que for, quem dá a mínima? Eu não ligo mais."

Subgênero do heavy metal, Davis descreve o nu metal como “Uma coisa machista que mistura rap e rock”. “Tem muita música ruim", ele explica, sobre as novas bandas do gênero. "Surgiram algumas boas bandas, mas muitas ruins.”

Quanto ao rock moderno, o cantor não é muito otimista. "Parece que todas as bandas soam da mesma forma", explicou. "Você ouve a mesma canção interpretada por pessoas diferentes. Quero algo que me prenda a atenção."

Na última quarta, 26, o Korn anunciou o lançamento de seu 13º disco de estúdio.The Nothing será lançado no dia 13 de setembro, pela Roadrunner/Elektra. A banda já revelou a arte da capa, os nomes e a ordem das 13 faixas. 

+++ De Emicida a Beyoncé: Drik Barbosa escolhe os melhores de todos os tempos