Yoko Ono relembra morte de John Lennon e faz alerta sobre armas de fogo nos EUA

Viúva do ex-beatle publicou mensagem no Twitter no último domingo, 8, dia em que o assassinato do músico completou 39 anos

Redação Publicado em 10/12/2019, às 17h35 - Atualizado às 18h10

None
John Lennon e Yoko Ono (Foto: AP)

No último domingo, 8, a morte de John Lennon completou 39 anos. O ex-beatle foi assassinado a tiros por um fã. Yoko Ono, viúva do músico, relembrou a ocorrido no Twitter e falou sobre as leis relacionadas a armas de fogo nos EUA.  

+++ LEIA MAIS: Yoko Ono diz que relacionamento com John Lennon arruinou a carreira dela

Na rede social, Ono fez alerta sobre uso de armas de fogo nos Estados Unidos. Ela escreveu: "Queridos amigos. Todos os dias, 100 americanos são baleados e mortos com armas. Estamos transformando este belo país em uma zona de guerra. Juntos, vamos trazer de volta a América, a terra verde da paz".

Ono também falou sobre a sua própria experiência: "A morte de um ente querido é uma experiência vazia. Depois de 39 anos, Sean, Julian e eu ainda sentimos sua falta. A viúva de Lennon complementou a publicação, e citou a música do cantor "Imagine": Imagine todas as pessoas vivendo a vida em paz."

+++ LEIA MAIS: Jimmy Page não gostava dos primeiros discos dos Beatles: “Não era nada especial”

A cantora e compositora também compartilhou dados de assassinatos por arma de fogo nos Estados Unidos. Na imagem publicada por Ono lê-se que "1 milhão e 400 mil pessoas foram mortas com armas de fogo nos EUA desde a morte de John Lennon"

Veja a publicação:

Mark Chapman, assassino de Lennon, foi condenado a 20 anos de cadeia e continua preso. 


+++ SCALENE SOBRE RESPIRO: 'UM PASSO PARA TRÁS, RESPIRAR E VER AS COISAS DE UMA FORMA NOVA'