Blog Cultura de Rua

postado: 14 de Nov. de 2014 às 13:58

Criolo é ovacionado, mostra versatilidade e convence no show de lançamento do álbum Convoque Seu Buda

  • Imprimir

Por Luciana Rabassallo

Muito se especulou sobre a capacidade de Criolo em manter o sucesso e a qualidade do aclamado Nó Na Orelha (2011), disco que o colocou em evidência, sem repetir a fórmula e soar uma cópia de si mesmo. Convoque Seu Buda, o terceiro álbum de estúdio de Kleber Cavalcante Gomes, foi lançado no dia 3 de novembro e disponibilizado para download gratuito no site oficial do músico. Exatamente dez dias após o registro chegar aos ouvidos do público, Criolo subiu ao palco do Sesc Vila Mariana, em São Paulo, na noite de quinta-feira, 13, para a primeira execução ao vivo de Convoque Seu Buda.

Criolo mostra amadurecimento e imersão na música brasileira em Convoque Seu Buda; ouça o disco.

O clima era de tensão. Tanto por parte da banda, formada por baixo, bateria, guitarra, percussão completa, naipe de metais, DJ e teclado/MPC, quanto por parte de Criolo e da produção dele. A apresentação seria a prova de fogo para a primeira amostra da recepção do público em relação ao disco. Assim que as luzes foram apagadas e o mestre de cerimônias da casa anunciou o artista da noite, a plateia deixou as cadeiras marcadas do teatro e se aglomerou em frente do palco.

Criolo volta a gravar após sucesso do disco que marcaria a despedida dele.

Extremante concentrado e deixando transparecer a ansiedade, o rapper entrou em cena ao som do single homônimo “Convoque Seu Buda” e ganhou uma recepção calorosa dos fãs que lotavam o local. Na canção que abre o álbum e o show, Criolo rima sobre as reintegrações de posse violentas que aconteceram em São Paulo, embalado por um beat com pegada oriental. Seguindo a ordem do disco, a canção seguinte foi “Esquiva da Esgrima”, em que ele cita nomes como Black Alien, Ferréz, Sartre, Nietzsche, Sabotage e Perrenoud, enquanto faz uma crítica ao preconceito racial.

Criolo apresenta música nova durante manifestação no Recife; ouça.

Quebrando tom sério das duas primeiras canções, vieram “Mariô” e “Subirusdoistiozin”, ambas do disco Nó Na Orelha. “Muito obrigado a todos vocês que saíram de suas casas nesse dia chuvoso para dividir esse momento comigo. Vocês são os responsáveis por transformar vidas”, disse o rapper, na primeira inteiração com o público. Voltando às inéditas, o setlist avançou com “Casa de Papelão”, que narra a solidão dos milhares de viciados em crack que vivem à margem da sociedade nas ruas do país, e “Duas de Cinco”, canção que também aborda o uso de drogas e que já havia saído no EP de mesmo nome, lançado em 2013.

"Você tem que vencer por excelência do teu esforço", diz Criolo.

A cada intervalo entre as faixas, o público aplaudia insistentemente e gritava o nome do rapper. A recepção positiva fez com que todos se sentissem mais seguros no palco e, a partir daí, o show fluiu com grande intensidade e menor preocupação. Em “Plano de Voo”, a música mais “pesada” de “Convoque Seu Buda”, o rapper Neto, do duo Síntese, que participa da faixa no disco, entrou em cena para cantar a rima dele. Como é comum nos shows de Criolo, ele abriu um espaço no repertório para que o jovem cantor do interior de São Paulo pudesse mostrar uma canção própria.

Criolo: Convoque Seu Buda é o nome do terceiro disco do rapper.

A apresentação seguiu com “Pé de Breque”, uma ode ao estilo de vida pregado pelo Movimento Rastafári, e “Grajauex”/“Lion Man” – ambas de Nó Na Orelha. Em “Pegue Pra Ela”, balada romântica com pegada de baião, o auditório veio abaixo. Casais arriscavam passos de forró enquanto a letra era cantada em uníssono pela plateia. O sorriso de Criolo evidenciava a satisfação e a surpresa dele com o rápido sucesso da faixa. O momento de ápice seguiu com o samba “Fermento Pra Massa”, que a descreve a falta de pão na padaria por conta de uma greve de ônibus na cidade, fato que impossibilitou a ida do padeiro ao trabalho. No meio da música, alguns fãs arremessaram sacos de pão em direção ao palco.

Criolo lança “Convoque Seu Buda”, primeiro single do novo álbum do rapper.

O grande destaque do show, contudo, foi a parceria entre Criolo e Tulipa Ruiz. A voz potente da cantora se mistura aos riffs rasgados da guitarra que permeia toda a faixa. Com frases como “parcela no cartão essa gente indigesta”, “Cartão de Visita”, a mais forte candidata ao posto de hit em Convoque Seu Buda, pode ser interpretada como uma resposta de Criolo aos críticos que menosprezam o trabalho dele. Há também a parte em que ele cita a entrevista que deu ao apresentador Lázaro Ramos e que virou motivo de piada na internet por conta do discurso pouco claro de rapper. “A alma flutua/ Leite a criança quer beber/ Lázaro ou alguém nos ajude a entender", estava na boca dos fãs – que, ao que tudo indica, entenderam o pano de fundo da canção.

Exclusivo: com participações de Arnaldo Antunes, Emicida e KL Jay, grupo Inquérito lança o álbum Corpo e Alma; ouça .

A única faixa inédita que ficou de fora do repertório da noite foi "Fio De Prumo (Padê Onã)", um forró com participação de Juçara Marçal. As escolhidas para o bis foram “Não Existe Amor em SP”, “Sucrilhos” e “Tô Pra Ver”. A banda toda deixou o palco, mas retornou para encerrar a apresentação com “Linha de Frente” e “Demorô” – após cinco minutos contínuos de aplausos efusivos e gritos de “volta Criolo”. Com um grupo afiadíssimo, que serve de respaldo para o cantor circular livremente entre gêneros como rap, reggae, samba, forró e afrobeat, o show Convoque Seu Buda é um forte candidato a melhor do ano na música nacional.

Racionais MC's confirmam disco de inéditas para dezembro: "Será potente", garante KL Jay.

Os três anos que separam Nó Na Orelha de Convoque Seu Buda foram essenciais para o amadurecimento de Criolo como cantor e letrista. E, se a grande dúvida dele era em relação à aceitação do público, o show desta noite provou que Convoque Seu Buda tem um grande potencial e não caiu no limbo do “mais do mesmo”. Quem presenciou a apresentação, teve a oportunidade de ver um grande artista em cena - que merece ser reconhecido como tal. Criolo passou no teste do "terceiro disco" e vive o melhor momento criativo da carreira dele.

Sobre o disco Convoque Seu Buda
Um dos discos mais aguardados de 2014, Convoque Seu Buda, terceiro registro de estúdio do rapper Criolo, foi disponibilizado para audição e download gratuito no dia 3 de novembro, sem aviso, pompa ou firula. Com 10 faixas, entre elas “Duas de Cinco”, que já havia saído no EP de mesmo nome, lançado em 2013, o álbum é uma nova imersão do músico no que mais popular há na música brasileira. Rap, samba, rock, reggae e forró são alguns dos gêneros pelos quais Criolo transita com leveza e naturalidade no disco.

Public Enemy pede paz e o fim da discriminação racial durante show arrebatador em São Paulo.

Produzido por Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral, Convoque Seu Buda foi gravado no estúdio El Rocha, na zona oeste de São Paulo, entre o fim de julho e o início de setembro. O álbum, mixado por Mario Caldato Jr. e masterizado por Robert Carranza, em Los Angeles, conta com participações de Kiko Dinucci, Juçara Marçal, Tulipa Ruiz, Neto, do grupo Síntese, e Rodrigo Campos, com destaque para Money Mark - produtor e colaborador dos Beastie Boys. Além do lançamento no Brasil, o trabalho foi divulgado simultaneamente na Europa – pelo selo Sterns Music - e nos Estados Unidos – pelo selo Circular Moves.

Veja abaixo o setlist completo do show.

"Convoque Seu Buda"
"Esquiva da Esgrima"
"Mariô"
"Subirusdoistiozin"
"Casa de Papelão"
"Duas de Cinco"
"Plano de Voo"
"Pé de Breque"
"Grajauex"
"Lion Man"
"Pegue Pra Ela"
"Fermento Pra Massa"
"Cartão de Visita"

BIS

"Não Existe Amor em SP"
"Sucrilhos"
"Tô Pra Vê"

BIS 2

"Linha de Frente"
"Demorô"