- Justin Bieber em trecho do documentário Justin Bieber: Next Chapter (foto: Reprodução)

Justin Bieber quer normalizar uso de maconha; entenda

O cantor Justin Bieber anunciou a própria linha de maconha, comercializada legalmente

Redação Publicado em 04/10/2021, às 14h34 - Atualizado em 05/10/2021, às 10h35

Justin Bieber anunciou a própria linha de maconha, vendida legalmente em parceria com a empresa Palms, consolidada do comércio do produto. Conforme explicou a Rolling Stone EUA, a linha do cantor será chamada “Peaches”, em referência à música homônima, lançada em parceria com Daniel Caesar e Giveon e um dos grandes sucessos do artista.

Segundo a empresa, parte da venda da linha “Peaches” será destinada à comunidade Veterans Walk and Talk, grupo em defesa de uso do canabidiol (uma das substâncias químicas encontradas na Cannabis) e psicodélicos para veteranos.

+++LEIA MAIS: Beyoncé fala sobre uso de maconha: 'Experimentei os benefícios'

Outra parcela das vendas, segundo a Rolling Stone EUA, será designada à ONG Last Prisoner Project, um projeto sem fins lucrativos, dedicado exclusivamente à justiça criminal por cannabis, que ajuda pessoas e famílias impactadas por condenações relacionadas ao uso e porte de maconha.

Segundo a empresa, Justin Bieber pretende normalizar o uso da maconha por meio da linha de produtos anunciada. Em declaração, o cantor de “Peaches” e falou sobre a admiração pela empresa Palms, além de explicar o objetivo por trás do lançamento do produto.

+++LEIA MAIS: Preso, Joe Exotic lança a própria marca de maconha: 'Várias linhagens exóticas'

“Sou fã do Palms e do que eles estão fazendo ao tornar a cannabis acessível e ajudando a desestigmatizá-la — especialmente para as muitas pessoas que a consideram útil para sua saúde mental”, disse Bieber.

“Queria ter certeza de que estava fazendo algo com eles que parecesse genuíno e que Peaches fosse um bom lugar para começar,” concluiu o cantor. Apesar de a maconha ser legalizada em partes dos Estados Unidos, como Califórnia, o uso recreativo do produto não é permitido no Brasil.

Justin Bieber is launching pre-rolled joints called “Peaches” in a partnership with Palms.

“Weed was something that I felt people tried to make me feel bad for enjoying but I’ve now found a place in my life for weed products that have been beneficial in my human experience.” pic.twitter.com/ejWk3oE1NB

— Bieber Central (@biebercentraI) October 4, 2021

+++LEIA MAIS: O dia que Dave Grohl, Joan Jett e Miley Cyrus fumaram maconha juntos


Artistas com investimentos no setor de maconha

Justin Bieber não é o único a apostar no comércio de maconha. O setor de cannabis e derivados, segundo relatório do banco de investimento Cowen, movimenta mais de US$ 34 bilhões em 2025 nos Estados Unidos — e diversos artistas resolveram investir no produto também. 

Conforme relata o Globo Rural, Snoop Dogg, por exemplo, criou a própria marca de maconha: a Leafs by Snoop. Drake também lançou a própria marca, chamada More Life Growth Company. Miley Cyrus também faz parte do negócio, e é uma das investidoras do Lowell Farms, café em Los Angeles inaugurado em 2019 que permite o consumo da cannabis e a compra como parte do cardápio.

+++LEIA MAIS: Jay-Z comemora legalização da maconha em Nova York

entretenimento notícia cantor músico maconha artista cannabis peaches sorry justin bieber.notícia

Leia também

Hevo84 lança novo disco "Livre" após 11 anos


Jup do Bairro não quer mais ser 'a representação da representatividade'


Taylor Swift causa terremotos com passagem de turnê pela Escócia


Deep Purple anuncia show no Brasil; cidade, data, valor do ingresso e mais


Corey Taylor, do Slipknot, cancela segundo show solo por motivos de saúde


Romero Ferro quer levar o frevo para além do Carnaval: 'Como isso não é pop?'