Amor, Sublime Amor: Morte de Natalie Wood, atriz do filme clássico, ainda é um mistério em Hollywood; entenda

A morte de Natalie Wood é um dos casos mais misteriosos de Hollywood, não desvendado por investigadores até hoje

Redação Publicado em 13/12/2021, às 12h25

None
Remake Amor, Sublime Amor (Foto: Divulgação / 20th Century Fox) | Natalie Wood (Foto: Reprodução/IMDb)

Um dos casos mais misteriosos de Hollywood e não desvendado por investigadores até hoje é a morte de Natalie Wood, protagonista do musical clássico, West Side Story (Amor, Sublime Amor, em português); o filme ganhou um remake sob comando do memorável cineasta, Steven Spielberg, o qual já está em cartaz nos cinemas.

Como lembra o Adoro Cinema, a atriz protagonista do musical, Natalie Wood, morreu em 1981, aos 43 anos. A estrela do longa-metragem original era um dos maiores nomes da Era de Ouro de Hollywood e esteve em títulos clássicos como Juventude Transviada, Rastros de Ódio, Amantes Impetuosos e Clamor do Sexo.

+++LEIA MAIS: Remake de Amor, Sublime Amor: trailer, estreia e tudo que sabemos sobre filme dirigido por Steven Spielberg [LISTA]

No dia 29 de novembro de 1981, Natalie Wood morreu afogada na costa da Ilha de Santa Catalina, em Los Angeles, enquanto filmava a ficção científica Projeto Brainstorm; ela estava acompanhada de Christopher Walken e do marido Robert Wagner em um iate. A atriz caiu do barco, não conseguiu voltar ao transporte e se afogou, aos 43 anos. 

Embora inicialmente tenha sido considerado um acidente pelas autoridades, que alegaram que a estrela de Hollywood não sabia nadar e havia bebido na noite anterior antes do ocorrido, existem diversas especulações de que, na verdade, a atriz fora vítima de um homicídio. Há um mistério acerca da morte dela, o qual, ganhou novos desdobramentos na última década, como lembra o Adoro Cinema.

+++LEIA MAIS: Amor, Sublime Amor: Por que Steven Spielberg quis fazer remake do filme?

Após 30 anos da morte, em 2011, os oficiais do condado de Los Angeles voltaram a apostar em uma investigação. Dois anos depois, a causa da morte, inicialmente descrita como "afogamento acidental" foi colocada como "afogamento e outros fatores indeterminados," detalhando o ocorrido, como hematomas nos braços e joelho da atriz, e um arranhão no pescoço e testa. De acordo com o site, são evidências de uma possível agressão antes da estrela de Hollywood se afogar. 

No mesmo relatório, "declarações conflitantes" são citadas, ponderando se a atriz teria discutido com o marido Robert Wagner. Mesmo assim, não há acusações apresentadas e, de acordo com a conclusão, não há certeza sobre um crime no caso; portanto, o mistério continua, de acordo com o Adoro Cinema.

+++LEIA MAIS: Amor, Sublime Amor: Filme de Steven Spielberg decepciona e tem baixa bilheteria nos EUA

Em 2020, o documentário da HBO, com produção da própria filha, Natasha Gregson Wagner, Natalie Wood - Aquilo que Persiste, foi lançado para evitar as especulações e celebrar a carreira da atriz. Entrevistas com as filhas, Natasha Gregson Wagner e Courtney BrookeWagner, o marido Robert Wagner, além de Robert Redford e Mia Farrow, estão presentes na produção.