Bohemian Rhapsody: 4 erros do filme sobre Queen; Rock in Rio, gravação de ‘We Will Rock You’ e mais [LISTA]

Bohemian Rhapsody retratou muito bem o Queen - mas errou em alguns aspectos históricos sobre a banda que marcou a história da música

Vitória Campos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 22/09/2021, às 16h53 - Atualizado em 02/10/2021, às 11h30

None
Rami Malek como Freddie Mercury em Bohemian Rhapsody (Foto: Divulgação)

Um dos artistas mais influentes de todos os tempos, Freddie Mercury, e o Queen, marcaram a história da música - e do cinema com Bohemian Rhapsody (2018). O filme biográfico sobre o grupo ganhou o carinho do público ao retratar a ascensão da banda. 

Protagonizado por Rami Malek, o filme conta a história do Queen e seus integrantes: Freddie Mercury, Brian May, Roger Taylor e John Deacon. Sem dúvidas, a produção foi um sucesso, e foi premiada com quatro estatuetas do Oscar

+++ LEIA MAIS: Bohemian Rhapsody: Quanto o Queen ganha pela cinebiografia?

O filme retratou muito bem a banda, mas errou em alguns aspectos históricos sobre o Queen. Pensando nisso, confira quatro erros de Bohemian Rhapsody, segundo o Screen Rant:

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Queen (@officialqueenmusic)


Gravação de ‘We Will Rock You’

Em Bohemian Rhapsody, o sucesso do QueenWe Will Rock You” foi escrito e gravado em 1980. Contudo, na realidade, a música foi gravada anos antes, em 1977, e lançada no disco News of the World(1977). 

+++ LEIA MAIS: Como ‘Don’t Stop Me Now’ se tornou uma das músicas mais amadas do Queen?


Linha do tempo do diagnóstico de AIDS

Na vida real, Mercury soube do diagnóstico de AIDS dois anos após o Live Aid e não contou aos integrantes do Queen que era HIV positivo em um ensaio. No entanto, o filme retrata o contrário: mostra o cantor sendo diagnosticado antes da apresentação no Live Aid e contando ao resto da banda durante os ensaios da semana anterior.


Freddie Mercury deixa o grupo para carreira solo 

Interpretado por Rami Malek, Mercury se sente isolado do grupo e decide abandonar o Queen para seguir carreira solo. Mesmo que, na realidade, o cantor tenha lançado músicas solo, ele não deixou a banda. Curiosamente, ele foi o terceiro integrante do Queen a apostar em projetos solo.

+++ LEIA MAIS: Freddie Mercury não achava ‘Bohemian Rhapsody’ a melhor música do Queen; entenda


Data do Rock in Rio 

Como retratado pelo filme, o show do Queen no Rock in Rio aconteceu em meados dos anos 1970, quando o grupo está no auge, Freddie Mercury adota seu conhecido bigode e está com a noiva Mary Austin (Lucy Boynton). No entanto, a apresentação no festival não aconteceu nessa época. 

Na realidade, o show do Queen no Rock in Rio aconteceu em janeiro de 1985, momento no qual Mercury ja havia se separado da noiva há 10 anos e já possuía o bigode como característica há muito tempo. 

+++ LEIA MAIS: Queen conversou sobre sequência de Bohemian Rhapsody - o que a banda decidiu?