Sacha Baron Cohen pede fim de ataques racistas a jogadores ingleses nas redes sociais

Em uma publicação nas redes sociais, Sacha Baron Cohen pediu aos responsáveis pelo Facebook e Twitter para excluírem publicações racistas

Redação Publicado em 13/07/2021, às 16h37

None
Sacha Baron Cohen (Foto: Jason Merritt/TERM/Getty Images)

Após a derrota da Inglaterra contra a Itália na Euro 2020 no último domingo, 11 de julho, Marcus Rashford, Jadon Sancho e Bukayo Saka, jogadores da seleção inglesa, foram alvo de racismo e mensagens discriminatórias nas redes sociais. O ator e comediante Sacha Baron Cohen usou o Twitter para pedir uma intervenção em relação aos ataques.

No tuíte desta segunda, 12, Sacha Baron Cohen exigiu que os donos das redes sociais acabassem com os ataques raciais contra os jogadores. O ator citou os responsáveis pelo Facebook e Twitter, Mark Zuckerberg e Jack Dorsey respectivamente, diretamente na publicação. 

+++LEIA MAIS: Borat 2 bate recorde no Guinness por indicação ao Oscar 2021

"Olá, Mark Zuckerberg e Jack Dorsey - o Facebook e o Twitter estão espalhando ataques racistas contra esses jogadores negros. O racismo online leva a crimes de ódio no mundo real. É hora de livrar o racismo de suas plataformas de uma vez por todas!," escreveu. Veja o tuíte:

O Twitter emitiu um comunicado em resposta à postagem de Baron Cohen, via NME: "O abominável abuso racista dirigido a jogadores da Inglaterra na noite passada não está em absolutamente nenhum lugar no Twitter."

+++LEIA MAIS: Oscar 2021: 5 filmes para conhecer Sacha Baron Cohen, indicado a Melhor Ator Coadjuvante por Os 7 de Chicago [LISTA]

"Nas últimas 24 horas, por meio de uma combinação de tecnologias e revisão humana, removemos rapidamente mais de 1000 tuítes. Suspendemos permanentemente uma série de contas por violar nossas regras - a maioria das quais nos detectamos usando tecnologia de forma proativa. Continuaremos a tomar medidas quando identificarmos quaisquer tuítes ou contas que violem nossas políticas", concluiu o comunicado. 

Os representantes do Facebook também se posicionaram, via NME: "Ninguém deveria sofrer abuso racista em lugar nenhum e não queremos isso no Instagram. Removemos rapidamente comentários e contas que direcionavam ataques contra jogadores de futebol da Inglaterra na noite passada. Continuaremos a tomar medidas contra aqueles que violem nossas regras."

+++LEIA MAIS: 'Futebol é uma vergonha,' diz Julian Casablancas, do The Strokes, após vitória da Inglaterra; entenda


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL