Dave Chappelle: Após acusação de transfobia em especial da Netflix, comediante diz que ‘ama ser cancelado’

O comediante Dave Chappelle foi acusado de transfobia após estreia de The Closer, especial da Netflix em que ele faz “piadas” sobre órgãos genitais de pessoas trans

Redação Publicado em 05/11/2021, às 17h27

None
Dave Chappelle (foto: Getty Images / Sean Rayford)

The Closer, último especial de comédia de Dave Chappelle para a Netflix, estreou em outubro de 2021 cercado por controvérsias. No programa, o comediante faz “piadas” a respeito dos órgãos genitais de pessoas trans — o que levou a diversas acusações de transfobia e protestos de funcionários do streaming.

Mesmo com as acusações e polêmicas, Chappelle iniciou uma turnê de comédia ao vivo — e, em uma das apresentações, brincou com os presentes sobre as críticas: “Cara, eu adoro ser cancelado”, disse o comediante para uma plateia de mais de 19 mil pessoas na quinta, 4, em São Francisco, nos EUA.

+++LEIA MAIS: Grupos LGBTQ+ criticam Dave Chappelle por 'ridicularizar pessoas trans' em especial da Netflix; entenda

Segundo reportagem da Rolling Stone EUA, Chappelle ainda explicou ser um “alívio” ser “cancelado” pelos comentários transfóbicos: “É um grande alívio. É como pegar Capone[Al Capone, criminoso norte-americano] por sonegação de impostos.”

Ao final da apresentação, conforme noticiado pelo site Indie Wire, Chappelle voltou ao palco para comentar sobre as críticas relacionadas ao especial The Closer: “Nas últimas três ou quatro semanas, eles têm dito no noticiário que fui cancelado. Não importa. A questão é que, não importa o que digam, estamos juntos.”

+++LEIA MAIS: Dave Chappelle: Especial de comédia da Netflix gera polêmica, suspensão de funcionária e mais; entenda

Celebridades comentam especial de Dave Chappelle

A estreia de The Closer causou um grande alvoroço. Em resposta à produção, funcionários da Netflix realizaram um protesto para a plataforma de streaming reconhecer o efeito prejudicial que o material de Chappelle pode ter na comunidade LGBTQ+.

Ainda, celebridades se manifestaram contrárias e a favor do comediante e manifestações. Elliot Page, por exemplo, usou o Twitter para defender a atitude dos funcionários: "Eu apoio os funcionários trans, não-binários e pessoas não-brancas da Netflix, as quais lutam por mais e melhores histórias trans, e um ambiente de trabalho mais inclusivo."

+++ LEIA MAIS: Channing Tatum responde polêmicas com Dave Chappelle: 'Machucou muitas pessoas'