Harry Potter: Ator de Criança Amaldiçoada deixa elenco após denúncia nos bastidores

James Snyder interpretou Harry Potter na peça Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, mas perdeu papel

Dimitrius Vlahos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 24/01/2022, às 10h20

None
James Snyder (Foto: Jamie Mccarthy / Getty Images)

James Snyder, intérprete de Harry Potter na peça Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (2016), foi demitido da produção da Broadway. Diane Davis, atriz do elenco, fez denúncia formal sobre comportamento de Snyder aos organizadores da peça, segundo o jornal O Globo.

A produção iniciou investigação interna em novembro de 2021, quando a intérprete de Gina Potter o denunciou. O ator foi suspenso durante esse período. Com os resultados da apuração, Snyder perdeu o papel permanentemente.

+++ LEIA MAIS: Harry Potter: Jason Isaacs se recusa a 'apunhalar' J.K. Rowling pelas costas por polêmica transfóbica

"Buscamos adotar um espaço de trabalho inclusivo e seguro. Por isso, temos políticas e procedimentos robustos para todos envolvidos em Harry Potter e a Criança Amaldiçoada. Isso inclui proibições severas contra assédio de qualquer tipo, assim como canais pelos quais qualquer funcionário pode reportar condutas inapropriadas," a produção afirmou sobre o ocorrido em nota (via Sky News).

Diane Davis terá período de licença para se recuperar dos eventos, segundo a nota. "Em respeito a privacidade dela - e para manter a integridade da investigação - não iremos fazer maiores comentários acerca do ocorrido.”

+++ LEIA MAIS: Harry Potter: Críticos comentam ausência de J. K. Rowling em especial de 20 anos; entenda

Snyder e os representantes legais não se pronunciaram sobre a investigação.

Transfobia da criadora de Harry Potter

Nos últimos anos, a criadora de Harry Potter, J.K. Rowling foi duramente criticada por compartilhar comentários transfóbicos. A controvérsia começou em 2019, quandoRowling twittou apoio a Maya Forstater, uma mulher temporariamente demitida por falas transfóbicas.

+++LEIA MAIS: Lynda Carter responde comentários transfóbicos de J. K. Rowling: 'Não precisa ser trans para entender'

Em 6 de junho de 2020, a escritora retornou as redes para criticar o artigo Opinião: Criando um mundo pós-covid-19 mais igualitário para pessoas que menstruam, publicado na plataforma Devex. Rowling escreveu, em tom de deboche, que “costumava existir uma palavra para [descrever] essas pessoas”.