Enteado de Chuckie O'Brien, em O Irlandês, diz que filme é uma "grande farsa"

A superprodução de 209 minutos de Martin Scorsese foi acusada por Jack Goldsmith de não narrar a verdadeira relação entre ele e o padrasto

Redação Publicado em 09/01/2020, às 16h01 - Atualizado às 16h02

None
Jesse Plemons como Chuckie O'Brien em cena de O Irlandês (Foto: Reprodução)

Jack Goldsmith, enteado de Chuckie O'Brien, personagem de O Irlândes, de Martin Scorsese, chamou a produção de falsa em uma publicação do The New York Times

Inspirado no romance criminal I Heard You Paint Houses, de 2004, a adaptação para o cinema de Scorsese explora a relação entre mafiosos e políticos americanos na vida real. 

Lançada em novembro de 2019, a obra de 209 minutos concorreu ao Globo de Ouro 2020 em cinco categorias, mas 1917 acabou levando a estatueta mais importante da premiação como Melhor Filme. 

+++ LEIA MAIS: O Irlandês: a história real de 7 personagens do novo filme de Scorsese

O Irlandês reúne os eventos que levaram o infame desaparecimento de Hoffa em 1975, e como Sheeran (Robert DeNiro) estabeleceu relações comerciais com o chefe da máfia da Filadélfia, Russell Bufalino (Joe Pesci) e Hoffa (Al Pacino).

Na vida real, os assassinatos de Hoffa e Gallo não foram oficialmente solucionados. 

Na publicação, "Como 'O Irlandês' Maligna Meu Padrasto", Jack Goldsmith defende o próprio padrasto de 86 anos que, no O Irlandês, se torna cúmplice no assassinato de Hoffa.

+++ LEIA MAIS: Rob Lowe diz que 'meu filme estúpido de Natal da Netflix' teve mais audiência que O Irlandês, de Martin Scorsese

Na versão do cineasta, O'Brien é retratado como o filho adotivo de Hoffa, em contraste com Sheeran, que é descrito como um amigo confiável e bem informado. 

O enteado esperava estar narrativamente conectado ao assassinato de Hoffa, mas não previa que Scorsese "se apropriasse de seu relacionamento próximo com Hoffa... e o entregasse a Sheeran para que todo mundo visse e acreditasse". 

+++ LEIA MAIS: Robert De Niro queria jogar um "saco de merda" na cara de Donald Trump

Além disso, ele pontuou a produção como "um dos melhores filmes falsos que eu já vi".

Apesar da resposta de O'Brien, O Irlandês é um filme fictício da Netflix baseado em eventos reais. 


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'