Astroworld: Famílias das vítimas criticam entrevista de Travis Scott após tragédia: 'Causa mais dor'

Em entrevista, Travis Scott revelou que não soube da tragédia até fim do show no Festival Astrowolrd, que deixou 10 mortos e 300 feridos

Redação Publicado em 10/12/2021, às 11h42

None
Travis Scott (Foto: Kevin Winter/Getty Images)

Realizado em 5 de novembro de 2021, o Festival Astroworld marcou uma grande tragédia com 10 mortos e cerca de 300 feridos. Após Travis Scott afirmar na quinta, 9, que não sabia do incidente até depois do show, familiares das vítimas criticaram o astro.

Durante o show de Travis Scott no festival, um tumulto deixou diversos mortos e feridos — e vários vídeos publicados nas redes sociais mostram pessoas da plateia pedindo para o astro parar a apresentação. Contudo, em conversa com Charlamagne Tha God, o músico explicou que não descobriu o ocorrido até depois da performance.

+++LEIA MAIS: Astroworld: 'Não houve treinamento,' dizem seguranças que processam Travis Scott após tragédia no festival

“Na verdade, não foi até minutos antes da coletiva de imprensa [depois do show] que eu descobri o que aconteceu. Mesmo depois do show, você ouve coisas, mas eu não sabia os detalhes. E mesmo naquele momento, você fica tipo, ‘Espere, o quê?’ Você acabou de passar por algo. Pessoas desmaiam, coisas acontecem em shows, mas algo como isso...” disse.

A declaração do músico não agradou aos parentes das vítimas do festival. Em entrevista à Rolling Stone EUA, o advogado da família de Axel Acosta, morto no evento, criticou Scott: “(...) Se ele dissesse: 'Posso não ser o único problema e não sou o único responsável, mas que minha conduta influenciou', isso não alivia a dor das famílias, mas pelo menos não causa mais. O que ele está fazendo agora está causando mais dor às pessoas.”

+++LEIA MAIS: Travis Scott é processado e deve pagar US$ 750 milhões por tragédia no Festival Astroworld

Conforme explicou a NME, durante a entrevista, Scott afirmou que parou o show diversas vezes para conferir se o público estava bem. Jennifer Peña, cuja irmã Ruby morreu no festival, falou que não foi assim: “Há vídeos de pessoas dizendo a ele para parar este show, e ele não fez. Como ele poderia não saber? Ainda acho que ele é culpado de alguma forma, na minha opinião.”

“No primeiro minuto em que lhe disseram para parar o show mais cedo, ele poderia ter falado 'Pare' (...) Ele poderia ter evitado tudo isso. Ele poderia ter interrompido o show e evitado toda essa morte,” continuou Jennifer Penã.

+++LEIA MAIS: Travis Scott, Drake, Apple e Live Nation encaram processo de US$ 2 bilhões após Festival Astroworld

O que aconteceu no Astroworld?

O Festival Astroworld contou com 50 mil pessoas, segundo as autoridades da cidade e o jornal The Houston Chronicle, e enfrentou uma série de confusões durante o show de Travis Scott. O rapper parou a performance diversas vezes para pedir ajuda aos seguranças, mas não cancelou o show e apresentou o setlist até o final.

Manuel Souza era um dos espectadores e entrou com um processo judicial de US$ 1 milhão contra o rapper e os organizadores da apresentação.

+++LEIA MAIS: Travis Scott: Criança de 9 anos morre após coma induzido devido à tragédia no Festival Astroworld