Família Real tentou impedir performance de Elton John no funeral da princesa Diana; entenda

Família Real britânica considerava "Candle in the Wind" inadequada para o funeral da princesa Diana e tentou impedir a performance de Elton John

Redação Publicado em 31/12/2021, às 12h20

None
Elton John cantando "Candle in the Wind" no funeral da princesa Diana (Foto: Reprodução)

A Família Real britânica tentou impedir a performance de Elton John no funeral da princesa de Gales, Diana. Segundo documentos do governo recém-divulgados, o reitor de Westminster enviou um apelo pessoal ao Palácio de Buckingham, em 1997, para autorizar a participação musical do cantor.

Um dos momentos mais marcantes do funeral da princesa Diana foi a performance de Elton John, com "Candle in the Wind". A música, composta originalmente após a morte de Marilyn Monroe, em 1962, foi reescrita para a apresentação real.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Elton John (@eltonjohn)

+++LEIA MAIS: Mariah Carey, Elton John e mais: Saiba quais foram as 10 músicas de Natal mais ouvidas no YouTube Brasil

No entanto, segundo documentos dos Arquivos Nacionais do Reino Unido obtidos pela Sky News, o Palácio de Buckingham resistiu à iniciativa, com a preocupação da nova letra da canção ser "muito sentimental.”

A insatisfação da família real com a mudança na canção levou a Abadia de Westminster a contratar um saxofonista reserva, caso o palácio não permitisse a apresentação de John. No entanto, o Reverendíssimo Dr. Wesley Carr, Reitor da Abadia de Westminster na época, conversou com à realeza para reconsiderar a decisão.

+++LEIA MAIS: Por que Elton John sofreu com Nirvana e Guns N' Roses? [FLASHBACK]

Na carta, o reitor destacou como a canção seria uma grande homenagem: "Respeitosamente, sugiro que qualquer performance clássica ou coral é imprópria. Melhor seria a música anexa de Elton John (conhecida por milhões e apreciada pela princesa), a qual seria poderosa."

O Reverendíssimo argumentou o pedido: “[Elton John] escreveu uma nova letra para a melodia amplamente tocada e cantada em todo o país em homenagem à Diana. Seu uso aqui seria criativo e generoso para os milhões que se sentem pessoalmente desolados: é a cultura popular na melhor forma."

+++LEIA MAIS: Elton John se arrepende de ter usado drogas: ‘Teria dito não’

O Palácio de Buckingham acabou permitindo a homenagem do cantor a amiga falecida. Ao conversar com a People em 2019, John ressaltou a importância do momento: “Em certo sentido, foi o maior show da minha vida - por quatro minutos, fui, literalmente, o centro das atenções do mundo - mas, não era um momento de Elton John, não era sobre a mim."

Confira a apresentação de "Candle in the Wind" por Elton John no funeral da princesa Diana:

+++LEIA MAIS: Ed Sheeran comenta amizade com Elton John: ‘Me liga todo dia’


Morte da Princesa Diana

Em 31 de agosto de 1997, uma Mercedes que transportava a princesa Diana e o namorado, Dodi Fayed, caiu em um túnel a menos de um quilômetro da Torre Eiffel, em Paris, Fraça.

O acidente matou Diana, Fayed e o motorista, Henri Paul. O funeral da princesa ocorreu em 6 de setembro de 1997, e cerca de 2,5 bilhões de pessoas em todo o mundo assistiram à cerimônia.