Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Kell Smith: 5 curiosidades do fanatismo por Elis Regina

Convidada do Quem É Seu Ídolo?, podcast da Rolling Stone Brasil, Kell Smith detalhou a relação com Elis, sua maior referência na música

Eduardo do Valle (@duduvalle) Publicado em 22/12/2022, às 11h44

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Kell Smith e Elis Regina (Reprodução)
Kell Smith e Elis Regina (Reprodução)

Kell Smith é a convidada da semana do Quem É Seu Ídolo?, podcast original de música e entretenimento da Rolling Stone Brasil, que coloca artistas de volta no papel de fãs. Conhecida por sua paixão pela obra de Elis Regina, Kell conduziu por uma viagem por essa relação, que começa aos 12 anos e a atravessa até os dias de hoje.

"Não passo uma semana sequer sem dividir com Elis um pouco da arte dela", contou Kell no episódio, que vai ao ar nesta quinta-feira (22).

Abaixo, listamos cinco curiosidades que Kell compartilhou no episódio sobre sua relação com Elis Regina - mais que um fanatismo em si, uma parte importante da formação musical da jovem cantora.

Kell Smith no podcast 'Quem É Seu Ídolo?' (Reprodução)
Kell Smith no podcast 'Quem É Seu Ídolo?' (Reprodução)

Kell e Elis: um início

"Começou com 11 anos, estava prestes a completar 12, ia fazer esse aniversário. E aí eu venho de uma família missionária, muito humilda, e meu pai não sabia como me presentear. E algo muito bonito acontece, porque ele encontra uma vitrola numa caçamba de lixo. Aí ele pega, leva pra casa e tenta consertar. E consegue consertar essa vitrola. E aí como dar a vitrola sem um LP? Ele vai em busca desse disco em uma lojinha dessas do interior e encontra Falso Brilhante, todo rasgadinho, já, e me presenteia com a vitrola, já junto de Falso Brilhante. E aí é a primeira vez que Elis me atravessa."

+++ LEIA MAIS: Morrissey sai de gravadora após Miley Cyrus pedir para ser retirada de disco; entenda

"Assim que eu ouço Elis, ela me atravessa, me consome. Nunca tinha escutado nada parecido. Foi uma experiência avassaladora. Conheço o grande amor da minha vida e automaticamente me apaixono. Não consigo mais parar de escutar, fico ouvindo por vários e vários dias, treinando para pedir para meu pai me levar ao show. Não sabia que não dava mais."

Coração partido

"Fiquei um mês treinando. Você imagina que, se a família não tinha dinheiro para me presentear no meu aniversário, como é que eles me levariam a um show da Elis, Eu fiquei pensando nisso. Pensando, 'poxa, eu preciso explicar para o meu pai o quanto a Elis me atravessou, o quanto eu a amo, o quanto fez diferença na minha vida, para que ele me leve a um show'. E eu ensaiei, me planejei. Depois de mais ou menos um mês escutando Falso Brilhante todos os dias, o tempo todo, eu paro e falo pro meu pai. Aí conto todo aquele texto que tinha preparado, motivos pelos quais ele deveria me levar a um show de Elis, eu tinha muito argumento. E ele ficou triste, porque os argumentos eram bons e ele não sabia o que me falar. E ele se ateve a me dizer que não dava mais tempo. Foi meu primeiro coração partido."

+++ LEIA MAIS: Os personagens de filmes e games mais pesquisados no Pornhub em 2022

Kell Smith no podcast 'Quem É Seu Ídolo?' (Reprodução)
Caption

Elis, porta de entrada da música

"Foi Elis quem me apresentou a música brasileira. Porque foi através dela que eu me questionei quem escrevia aquilo que ganhava força na voz dela. Porque quando escuto Elis pela primeira vez, eu tenho total certeza de que tudo o que canta é dela, que ela é dona de todos aqueles sentimentos, todas aquelas palavras. E eu descubro um artista ainda mais gigante do que imaginei, porque ela não era em si a compositora, mas ela conseguia se apropriar e, como uma intérprete visceral, intensa, extraordinária, a maior pra mim, com certeza, consegue trazer para si a canção e te dar a certeza de que foi ela que tirou de dentro tudo aquilo que tá dizendo. Isso é muito bonito, é conhecer mais de uma vez o seu ídolo, portque eu vou conhecendo a Elis através de cada uma dessas composições e de cada um desses compositores. Foi muito rico, porque mais que apresentar a própria obra, ela me apresentou o Brasil, que acabou me influenciando tanto. Bom exemplo disso é Belchior, que vira minha maior referência como compositor e me atravessa igualmente. E aí Belchior começa a me apresentar tantos outros compositores. E começa a me apresentar a música brasileira como a Elis fez."

Obra X Artista

"Eu tenho um lance com a Elis que eu gosto de focar na obra. Na música. Sempre descubro versões diferentes, uma versão ao vivo ou outra, que só foi para a TV. Eu descubro o tempo todo a Elis. Mas, ao mesmo tempo, desde que descobri que não dava mais tempo de ir ao show e de virar melhor amiga dela, como eu planejava, eu não assisto a entrevistas. Nem filmes, séries, nem nada relacionado. Zero. Não sei explicar direito, mas eu amo tanto a Elis, mas tanto, que é um amor irretocável. Não sei se quero descobrir além da música, não sei como eu reagiria olhando para ela falando. Acho que é mais por evitar grandes emoções, tipo 'eu não vou infartar essa semana, não vou ver a Elis numa entrevista'. Eu nunca tive coragem, pra te dizer a verdade. Então mesmo adolescente, já tendo acesso à internet, inúmeras vezes pensei em assistir entrevista, pesquisar sobre a Elis, mas eu não consigo. Volto sempre para a música. Já tentei, mas não consigo assistir. Eu não aceitei que essa se foi, acho."

Kell Smith no podcast 'Quem É Seu Ídolo?' (Reprodução)
Kell Smith no podcast 'Quem É Seu Ídolo?' (Reprodução)

Playlists e mais playlists

"Na internet eu comecei a fazer inúmeras playlists de Elis, eu que faço até hoje. Eu tenho várias playlists de Elis, de mood para ouvir Elis. Tenho Elis quando eu tô na fossa. Tenho Elis brasilidades para me sentir pra cima, tenho Elis pra prestar atenção na letra. Tenho uma playlist chamada Elis Banda, que é só para prestar atenção na banda [risos]. Que aí também, gente, Elis com César Camargo e Mariano, uma coisa que dificultou para mim né, eu preciso de um momento para escutar ela e outro para ouvir os arranjos e aquela banda, aquela coisa toda. E aí continuo escutando sempre e fazendo playlist nova, brincando de tirar e colocar nessas playlists e redescobrindo Elis literalmente toda semana. Eu não passo uma semana sem escutar Elis."

Quem É Seu Ídolo? é um podcast original Rolling Stone Brasil, disponível nas principais plataformas de streaming e também em formato videocast, em nosso canal de YouTube.