Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Acordo

Kiss vende catálogo e propriedade intelectual para empresa sueca

Acordo incluiria a marca do grupo e até as icônicas pinturas faciais; estimativa é de que tenha custado US$ 300 milhões

Kiss (Divulgação/Pophouse)
Kiss (Divulgação/Pophouse)

O Kiss vendeu seu catálogo de músicas, marca e propriedade intelectual. O anúncio, feito nesta quinta-feira (4), dá conta do acordo feito entre a banda e a empresa sueca de investimentos Pophouse.

A ideia do acordo seria expandir e preservar o legado do icônico grupo de rock, que deverá ser celebrado em breve com uma cinebiografia, um show de avatares e uma experiência interativa. Incluída na venda estariam as pinturas faciais que se tornaram sinônimo do Kiss.

+++ LEIA MAIS: No Brasil, Kiss surpreende com pedido por vodca barata

Detalhes sobre valores não foram esclarecidos, mas de acordo com a Fortune a transação teria custado US$ 300 milhões à Pophouse - empresa que já coordena o show ABBA Voyage, de tributo ao quarteto sueco. Anteriormente, Cyndi Lauper também teria vendido seu catálogo à firma.

Kiss (Foto: Kevin Winter/Getty Images)

Paul Stanley e Gene Simmons seguiriam envolvidos com as decisões criativas envolvendo o legado do grupo. "Já temos vários planos em andamento", declarou Simmons no anúncio.

A primeira iniciativa do acordo deverá ser o espetáculo com avatares. No show de despedida do grupo do Madison Square Garden, o quarteto digitalizado já apareceu brevemente, tocando uma versão de "God Gave Rock And Roll To You".