Megadeth: Dave Mustaine chama uso obrigatório de máscara de 'tirania' durante show

Dave Mustaine, líder do Megadeth, é alinhado com políticos de direita e teorias conspiratórias há anos

Daniel Kreps | Rolling Stone EUA. Tradução: Marina Sakai (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 16/09/2021, às 16h42

None
Dave Mustaine, do Megadeth (Foto: Amy Harris / Invision / AP)

O vocalista e guitarrista do Megadeth, Dave Mustaine começou um protesto anti-máscaras e chamou os fãs para se juntarem contra a "tirania" durante o show da banda nesta quarta, 15 de setembro, em Camden, Nova Jersey (EUA).

"Queria contar para vocês como é incrível. Olhem ao redor, pessoal. Olhem para a direita, para a esquerda, e percebam como isso tudo é demais. Estamos todos juntos aqui. Não estamos em sacolas. Não estamos surtando e gritando para outras pessoas: 'Use a p**** da máscara,'" disse Mustaine à plateia (via Loudwire). "Ouçam, começa com esse tipo de sensação que construímos agora. Esse sentimento de união, temos força nos números. Somos invencíveis e ninguém conseguirá nos parar."

+++LEIA MAIS: Dave Mustaine revela que está '100% livre do câncer', e agradece aos fãs: 'Eu consegui essa força de vocês'

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Dave Mustaine (@davemustaine)


Há anos, Mustaine é alinhado com políticos de direita e teorias conspiratórias, incluindo a crença no "birther movement," contra o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama, assim como a declaração pública de que o tiroteio em Aurora, na Califórnia, foi encenado. O líder do Megadeth também é muito fã do teórico da conspiração Alex Jones.

"O que está acontecendo agora é tirania," disse Mustaine aos fãs. "Isso é chamado de tirania. Pesquisem quando chegarem em casa. E tirania não é apenas no governo, e sim nas escolas e na medicina. Então, vocês pesquisem. Nós temos o poder, especialmente os fãs de heavy metal, temos a oportunidade de mudar tudo."

+++LEIA MAIS: ‘Impossível trabalharmos juntos,’ diz Dave Mustaine sobre saída de David Ellefson do Megadeth

Os comentários de Mustaine contra a utilização de máscaras de segurança e a "tirania" da medicina vieram dois anos após a batalha do vocalista contra o câncer de garganta, uma condição preexistente a qual poderia torná-lo mais suscetível à severidade da covid-19. 

Megadeth está no meio da Metal Tour of the Year com Lamb of God. No começo de 2021, a banda demitiu o baixista de muitos anos David Ellefson após se envolver em um escândalo sexual com uma fã, assim como a divulgação de um vídeo explícito do músico, o qual Ellefson alegou ser uma estratégia de vingança pornográfica contra ele.

+++LEIA MAIS: Dave Mustaine é um lutador, diz baixista do Megadeth sobre câncer do líder da banda