Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

O fenômeno Matuê e o hit 'Conexões de Máfia': 'Encontrei minha autorrealização' [ENTREVISTA]

Parceria entre Matuê e Rich the Kid, 'Conexões de Máfia' se tornou maior estreia de videoclipe no YouTube Brasil

Matuê no clipe de 'Conexões de Máfia' (Foto: Igor Ethur)
Matuê no clipe de 'Conexões de Máfia' (Foto: Igor Ethur)

Para quem não acreditava que Matuê é um grande fenômeno da música brasileira além do trap, 2023 veio para provar o contrário. Em um espaço de menos de um mês, por exemplo, o rapper realizou Plantão Festival, primeiro grande evento de rap em Fortaleza, para mais de 20 mil pessoas e bateu algumas marcas impressionantes com o single "Conexões de Máfia," lançado no último domingo, 30, em parceria com o cantor estadunidense Rich the Kid.

No Spotify, "Conexões de Máfia" estreou em primeiro lugar no Brasil e Portugal, além de chegar a 39ª posição do ranking global do serviço de streaming de música. No entanto, isso não chegou a surpreender Matuê, que trabalhou na canção há cerca de dois anos e fez grande trabalho para promovê-la. Claro, isso sem contar a superprodução do videoclipe, que se tornou maior estreia de clipe no YouTube Brasil, com mais de 253 mil pessoas assistindo à estreia simultaneamente.

+++LEIA MAIS: Matuê e o desafio do 'grande plano' que é Plantão Festival [ENTREVISTA]

"Sem querer ser arrogante nem nada, mas quando eu senti que a ideia encaixou, a gente falou: 'A ideia que a gente tem, a gente vai conseguir executar,'" afirmou o cantor durante entrevista à Rolling Stone Brasil. Eu já tenho o caminho do marketing, como eu quero desenvolver, eu estou preparado para atuar e ser esse personagem."

Estava realmente me sentindo pronto naquele momento. Eu sabia que a coisa ia bombar. Ainda mais com a expectativa dos fãs. Temos uma base de fãs muito fiel. Rapaziada está disposta a ouvir a parada, apoiar e jogar a gente lá em cima. Ainda mais quando a gente entrega algo que supera as expectativas.

Como Matuê explicou, o sucesso no streaming brasileiro era esperado, visto que ele se popularizou bastante por aqui, mas a chegada no chart global do Spotify surpreendeu. "Por conta da nossa língua, nosso mercado ser mais voltado para o próprio Brasil e países que falam português, dificilmente um artista brasileiro vai subir tanto na parada global."

+++LEIA MAIS: Matuê promete que próximo álbum 'é diferente de Máquina do Tempo': 'Sentimentos complexos'

Como surgiu a parceria entre Matuê e Rich the Kid em 'Conexões de Máfia'?

A parceria entre Matuê e Rich the Kid teve bastante acaso. Como o rapper brasileiro relembrou, ele recebeu mensagem de Rich no Snapchat pouco tempo depois de lançar o hit "Quer Voar," que fez bastante sucesso quando lançou, em 2021.

Segundo Matuê, o rapper estadunidense escutou a canção quando estava em Dubai e quis saber mais sobre o responsável por ela. Por ter achado a música "f***," Rich the Kid quis fazer uma parceria com o brasileiro - e não demorou muito para sair do papel.

+++LEIA MAIS: Matuê e Teto sobre turnê na Espanha; 'É gratificante levar o meu Nordeste para diversos lugares ao redor do mundo'

"Tinha feito 'Conexões de Máfia' uns quatro dias antes dele me chamar, e já falei: 'Pô, mano, você pularia nesse som aqui?’ Mandei, ele e já devolveu [com os versos]. Acho que a resposta dele foi um ou dois dias depois… muito rápido. E fiquei tipo: 'O que eu vou fazer, com isso aqui? [risos]' E a gente caiu para dentro de desenvolver o projeto."

No entanto, começaram a surgir alguns empecilhos no meio do caminho. Outro rapper já tinha comprado o beat que seria usado para "Conexões de Máfia" da pessoa que o fez, mas desistiu depois de um tempo - e Matuê conseguiu usar no single.

O produtor voltou e falou: 'Mano, o cara desistiu, tu ainda quer o beat?’ Respondi que 'lógico! Estou com esse ouro aqui, irmão, como que tu vai me aprontar uma dessa?' A gente se entendeu, deu tudo certo.
Rich the Kid no clipe de 'Conexões de Máfia', de Matuê
Rich the Kid no clipe de 'Conexões de Máfia', de Matuê (Foto: Eduardo Orelha)

+++LEIA MAIS: Parceria entre Drake e The Weeknd feita por IA é removida do Spotify

Além disso, o rapper enfrentou outros tipos de problemas: "Ao longo dos dois anos que ficamos sem lançar essa música, tivemos várias barreiras e entrepostos. Acho que muita coisa pessoal minha, mesmo, de se sabotar. Você não se permite ter aquele objetivo porque você não está pronto." Matuê também citou problemas de vistos e com diretores com os quais "não sentia segurança."

Dois anos de muito aprendizado

Mesmo com a expectativa dos fãs aumentando cada vez mais, esses quase dois anos de "Conexões deMáfia" ajudou bastante a carreira de Matuê. "Foram dois anos com esses vai e vem, enquanto eu cuidava do meu espírito e da minha mente. Tudo coincidiu num momento muito bom. De uns tempos para cá consegui desenvolver uma presença de espírito muito maior em relação aos meus trabalhos, encontrei uma nova missão para o que quero lançar como música," explicou.

Acordei para vontade de passar uma mensagem para minha rapaziada. Tenho essa voz e poder de me comunicar com os jovens, com a grande massa de pessoas. Essas pessoas escutam, fazem e copiam tudo que faço e falo. Dentro disso eu encontrei a minha autorrealização dentro da música.

+++LEIA MAIS: Filho de Chester Bennington lança primeira música como rapper

Quase como uma movimentação do destino, Matuê conseguiu engrenar com facilidade tudo que estava, de certa forma, estagnado na carreira. Segundo ele, tudo deixou de engatinhar, de caminhar e as coisas começaram a correr depois desse "estalo."

'Conexões de Máfia' dialoga diretamente com o próximo disco de estúdio de Matuê

Capa de 'Conexões de Máfia', de Matuê e Rich the Kid
Capa de 'Conexões de Máfia' (Foto: Renan Pinheiro / Direção de Arte: Iann Tomé)

A grande mensagem de "Conexões de Máfia" fala sobre vingança e como nunca resolve as situações, algo muito presente na estética do clipe, que vai desde o cenário até os figurinos usados. Como Matuê explicou, ele agora pensa em conscientizar os fãs e ouvintes, especialmente no próximo álbum intitulado 333 - Salve Todos.

+++LEIA MAIS: Jack Harlow se autoproclama 2º melhor rapper branco da história

"Hoje em dia, encontrei uma nova autorrealização dentro do meu trabalho, que é trazer uma mensagem massa para a rapaziada," disse. "Uma reflexão ou algo do tipo. Inclusive, isso é uma pauta importante no meu próximo álbum. É um disco que eu quero que carregue significado, uma mensagem massa. E não é uma mensagem única: são várias mensagens, as quais podem ser aplicadas em diversos momentos da vida de quem ouve."

Então eu tenho a vontade de causar um impacto positivo na vida das pessoas, porque isso é o que me traz realização. Essa grande mudança vem com esse clipe, de trazer uma mensagem positiva, por mais triste que seja. É uma mensagem de reflexão.