R. Kelly abusou Aaliyah antes de se casar ilegalmente com cantora, diz testemunha

Identificada como Angela no depoimento, ex-dançarina substituta alegou como R. Kelly abusou Aaliyah em ônibus de turnê

Redação Publicado em 14/09/2021, às 09h49

None
R. Kelly (Foto: Pool/Equipe)

Uma ex-dançarina substituta de R. Kelly testemunhou, em tribunal, que viu o artista abusar sexualmente da cantora Aaliyah em 1993, um ano antes do casamento ilegal entre os dois, segundo informações do NME. O relato da testemunha foi feito sob o nome Angela em 13 de setembro de 2021.

No julgamento em andamento, Kelly é acusado de extorsão, suborno e violação da Lei Mann, a qual criminaliza o transporte de qualquer mulher ou menina além das fronteiras estaduais dos Estados Unidos para fins "imorais," como atividade sexual ilegal. O cantor negou as acusações e se declarou inocente.

+++LEIA MAIS: R. Kelly entra em briga na prisão; entenda o caso

No depoimento, Angela afirmou como viu Kelly abusar de Aaliyah, quem teria 13 ou 14 anos na época, enquanto o artista estava em turnê. A testemunha teria visitado R. Kelly no ônibus dele. Quando abriu a porta, notou como Aaliyah estava supostamente sentada em uma cadeira e o cantor estava ajoelhado, em uma espécie de ato sexual.

Angela disse como fechou a porta e discutiu o que ela supostamente viu com Kelly. Também alegou como R.Kelly fez sexo com ela quando ainda era uma estudante do ensino médio, entre 14 e 15 anos de idade, e o dono de "I Believe I Can Fly" também pressionaria outras artistas reserva por sexo.

+++LEIA MAIS: Drake incluiu R. Kelly, acusado de agressão sexual, em faixa de Certified Lover Boy - e flerta com polêmica

Além disso, o depoimento também afirmou como R. Kelly exigiria sexo como parte do "pagamento de taxas."