Rolling Stones deveriam se separar? Mick Jagger responde críticas

Após a morte de Charlie Watts, muitos fãs comentaram que os Rolling Stones deveriam se separar e encerrar a turnê

Redação Publicado em 08/10/2021, às 19h47

None
Rolling Stones (Foto: Kevin Winter/Getty Images)

Baterista de longa data dos Rolling Stones, Charlie Watts morreu aos 80 anos em 24 de agosto deste ano. A banda sofreu uma grande perda, e muitos fãs comentaram que o grupo deveria encerrar a turnê No Filtere se separar — mas Mick Jagger deu sua opinião sobre o assunto. 

Em entrevista no Apple Music 1, o vocalista explicou como a morte de Watts afetou muito o grupo, mas que eles devem seguir em frente por enquanto. “Tivemos altos e baixos, principalmente altos, para ser honesto — mas tivemos adversidades. E esta foi, provavelmente, uma das mais difíceis.”

+++LEIA MAIS: Para relembrar Charlie Watts: As 10 melhores músicas dos Rolling Stones [LISTA]

Segundo o Classic Rock, Jagger explicou como os Rolling Stones concordaram em continuar a turnê nos Estados Unidos. "Fazendo os primeiros shows, me senti muito bem. Estou feliz por estarmos fazendo isso. Eu sei que Charlie queria que fizéssemos isso, e acho que o público também queria,” completou. 

O vocalista ainda acrescentou: É claro que, de certa forma, é meio triste [...] Mas você simplesmente vai lá e se diverte e se sente melhor. E é muito catártico. Então, acho que é muito bom.”

+++LEIA MAIS: Rolling Stones se pronunciam sobre morte de Charlie Watts

Homenagem dos Rolling Stones a Charlie Watts

Dias após a morte de Charlie Watts em agosto de 2021, os Rolling Stones publicaram um emocionante vídeo nas redes sociais para relembrar a trajetória de longa data do memorável baterista. As cenas trazem momentos de apresentações, fotos e entrevistas. Assista: