Pulse

Black Sabbath anuncia duas músicas inéditas em novo e raro box de vinis clássicos

Além dos discos conhecidos, há um álbum inteiro de mono mix de singles

Kory Grow / Rolling Stone EUA Publicado em 19/07/2019, às 12h14

None
Black Sabbath (Fot: Reprodução / Facebook)

Black Sabbath mostrou o que é heavy, e sua primeira década de discos representam o Velho Testamento do metal. Desde o tinido da abertura de “Black Sabbath” e as estonteantes sirenes de “War Pigs” até o choro demoníaco de “Sabbath Bloody Sabbath” e os riffs trash de “Symptom of the Universe”, o Iron Man marcou o gênero nos primeiros oito álbuns. 

Esses LPs agora chegarão em um novo box de vinil, The Vynil Collection 1970-1978, que tem data de lançamento prevista para seis de Setembro. E como os sabbaholics mais fanáticos já têm o acervo, o grupo incluiu uma reprodução de “Evil Woman” em 7” (junto de “Wicked World”) em uma compilação em 12” de seus singles mono, chamada Monomania (uma piada com “Megalomania”), que tem dois mixes inéditos. O set seré uma edição de colecionador limitada a 3 mil cópias. 

+++ LEIA MAIS: Fama de satanista ajudou Black Sabbath, diz Tony Iommi 

A banda fez seu último show em Birmingham, Inglaterra - onde se formaram em 1968 - em 2017. Depois disso, fizeram uma última sessão privada, que depois lançaram em DVD. “Foi tão estranho dar tchau para as sessões”, disse Tony Iommi à Rolling Stone EUA naquele ano. “Ninguém realmente queria dar tchau um para o outro. Foi meio constrangedor. Eu acho que só meio que dissemos ‘ok, vou indo.”

Naquele mesmo ano, Lars Ulrich do Metallica elegeu o LP Sabotage como o favorito da banda, em uma lista que ele fez de seus discos de metal favoritos para a Rolling Stone EUA, e explicou porque ele gostava mais daquele do que dos outros. “O primeiro disco do Sabbath que eu ganhei foi o anterior a esse, Sabbath Bloody Sabbath”, ele disse, “Mas Sabotage tinha um pouco mais do que eu chamaria de uma energia em up-tempo do que os alguns dos outros álbuns, então deve ser por isso que é meu predileto. Obviamente avançam no som conforme continuam. Existe uma simplicidade nas primeiras gravações e gosto disso, mas sonicamente Sabotage é o melhor disco. 

The Vinyl Collection 1970 ­– 1978 contém:

Black Sabbath (1970)

Paranoid (1971)

Master of Reality (1971)

Vol. 4 (1972)

Sabbath Bloody Sabbath (1974)

Sabotage (1975)

Technical Ecstasy (1976)

Never Say Die! (1978)

 

Monomania:

Lado A

  1. “Evil Woman (Don’t Play Your Games With Me)” 
  2. “Wicked World”
  3. “The Wizard”
  4. “Iron Man” (Edited Version)

Lado B

  1. “Paranoid”
  2. “Into The Void” (Edited Version) 
  3. “Sabbath, Bloody Sabbath” (Edited Version)
  4. “It’s Alright”
  5. Radio Spot For Black Sabbath