Conheça V5, grupo latino com a brasileira Sofia Oliveira, que disputou uma final do X-Factor UK [ENTREVISTA]

A curitibana contou como foi a experiência no X-Factor Celebrity e como será o futuro do grupo após o programa

Isabela Guiduci Publicado em 11/02/2020, às 20h38

None
Sofia Oliveira (Foto: Reprodução/Instagram)

One Direction, Little Mix e Fifth Harmony. Não é à toa que o X-Factor é um programa conhecido por montar boybands e girlbands de sucesso enquanto o mentor Simon Cowell é famoso por saber escolher quais serão amados pelo público. Foi assim que nasceu o V5, grupo de latinas com a curitibana Sofia Oliveira.

A história delas é um pouco diferente, contudo. As meninas participaram do spin-off do programa, o X-Factor Celebrity, que ganhou a primeira edição em Londres, em 2019, com Simon Cowell, Nicole Scherzinger e Louis Walsh como jurados. O novo formato da série foi um pouco menor do que o original e aconteceu do dia 12 de outubro até 30 de novembro. 

+++LEIA MAIS: 7 indícios de uma reunião do One Direction para 2020 [LISTA]

Para a competição, a produção procurou pelas redes sociais cinco meninas latinas que sabiam cantar e dançar, diferentemente de outros grupos que geralmente são montados já durante o programa. Assim, encontraram: a porto riquenha de 19 anos Alondra Martinez, a colombiana de 21 anos Laura Buitrago, a mexicana de 21 anos Renata Vaca, a cubana de 18 anos Wendii Sarmiento e a brasileira de 20 anos Sofia Oliveira

As meninas se conheceram na primeira semana de outubro de 2019. Os sete dias que passaram juntas foram para ensaiar a performance que seria apresentada no episódio de estreia do programa, dia 12 de outubro. 

“Foi uma experiência incrível, a melhor da minha vida, nunca imaginei que eu poderia estar no The X Factore estou aprendendo muito com isso, evoluindo muito. Ter o Simon como mentor é muito importante para o grupo, porque estamos no começo da carreira e ele tem uma experiência enorme e trabalhou com artistas gigantes”, contou Sofia Oliveira em entrevista à Rolling Stone Brasil

+++ LEIA MAIS: Billie Eilish, Taylor Swift e Guns N'Roses: Guia de shows internacionais no Brasil em 2020

Sofia continuou: “Enquanto a gente é muito diferente, tem muita coisa em comum entre mim e as meninas. Conseguimos nos dar bem, mesmo vindo de países muito diferentes. Moramos na mesma casa [em Londres] e íamos [durante a participação no programa] todos os dias para o estúdio do programa para ensaiar coreografia e a voz.” 

O episódio final aconteceu no dia 30 de novembro. As meninas do V5 não ganharam a edição do programa e ficaram em quarto lugar. No entanto, foram as primeiras latinas em uma final do The X-Factor: “É uma honra [chegar em uma final do X-Factor], porque poucos brasileiros conseguem fazer sucesso fora do Brasil. Tenho muito orgulho da Anitta que conseguiu e conquista o mundo.”

Assista à última apresentação do V5:


Antes do grupo, Sofia construiu uma base de fãs no Brasil com vídeos de covers de músicas publicados no Youtube. O maior sucesso em números de visualizações na plataforma é a versão de “Escreve aí”, de Luan Santana, seguida de “Aquele 1%”, com participação de Gabi Luthai. Além disso, atualmente, a artista já soma mais de 2,3 milhões de seguidores no Instagram. 

Sofia contou que sonhava em ser cantora desde a infância. Aos 11 anos, começou a ter aulas de canto e com 14, passou a postar os vídeos no Youtube. “Blá, Blá, Blá”, da Anitta, em Cup Song - versões de músicas com a batida criada a partir do som de um copo - foi o primeiro a viralizar. 

+++LEIA MAIS: Anitta e Kondzilla são processados por DJ que criou funk 150 BPM: ’Quero respeito’

Logo após, assinou com a gravadora Warner Music. Lá, a curitibana trabalhou ao lado de Umberto Tavares, um dos produtores da Anitta e lançou o primeiro EP em 2017, Garotas Não Mordem. A cantora de 20 anos também colaborou com Dulce María, conhecida por interpretar a Roberta em Rebeldes (México), na música “Me Beija”, lançada em 2017. 

“Fui convidada pela produção para participar em dois shows dela no Brasil. Eles queriam uma brasileira para cantar uma música com ela e  participei no show de São Paulo e Curitiba. Eu tinha uma música produzida que achava que ia ficar muito legal a gente cantando juntas e pensei: 'O que custa eu convidar? Vai que ela aceita'. E, convidei e ela super topou, fiquei feliz, e gravamos com clipe e tudo”, contou.

Assista à "Me Beija":


O V5 seguirá existindo por um tempo, mesmo com o fim do programa. Claro que as questões burocráticas como contrato, gravadora, turnê e outros, dependiam do resultado. Mas, no dia 19 de dezembro, as meninas usaram as redes sociais do grupo para pedir ajuda aos fãs : “Estou aqui para pedir a ajuda de vocês porque a gente vai ter que mudar o nome do grupo. A gente ama o nome V5 e sei que vocês amam também, mas já tem um outro grupo com o nome V5 e por outros motivos a gente vai ter que mudar também”, escreveu a brasileira no Instagram. 

Como Sofia garantiu, as meninas continuam juntas no V5 e publicaram dois vídeos de covers no Youtube em dezembro. Além disso, estão sempre ativas nas redes sociais e conversam com o público que as acompanham constantemente. Novidades sobre o futuro do grupo devem ser divulgadas em breve. 


+++ A MALDIÇÃO DO CORINGA, COM JOAQUIN PHOENIX, HEATH LEDGER, JACK NICHOLSON E MAIS: