“Envelhecemos e as picuinhas ficam de lado”, diz Marcelo D2 sobre encontro com Black Alien

No João Rock 2016, rapper também comentou a possibilidade de um novo disco do Planet Hemp

Lucas Brêda, de Ribeirão Preto Publicado em 20/06/2016, às 19h35 - Atualizado em 21/06/2016, às 18h23

O encontro histórico entre BNegão, Marcelo D2 e Black Alien no João Rock 2016. Foi a primeira vez que eles cantaram juntos desde que Alien deixou o Planet Hemp, em 2001
I Hate Flash/Divulgação

O festival João Rock de 2016 aconteceu no último sábado, 18, em Ribeirão Preto (SP) e abrigou um momento histórico: o primeiro encontro entre Marcelo D2, BNegão e Black Alien em 15 anos. Desde que Alien saiu do Planet Hemp, em 2001, os três rappers não se apresentavam juntos.

“Nunca deixamos de nos falar, a gente só se afastou e tudo mais”, comentou D2, em entrevista à Rolling Stone Brasil, logo depois do show do Planet Hemp no evento. Ele revelou como se deu a reaproximação recente com Black Alien, que rendeu uma foto no Instagram dele (abaixo).

LEIA TAMBÉM

[Cobertura] Saiba como foi o João Rock 2016

PH está “no processo natural de voltar a tocar” junto, diz D2

[Lista] Dez melhores momentos do VMB

“Conforme envelhecemos as picuinhas vão ficando de lado, vamos deixando essas coisas de lado. Cruzamo-nos, eu liguei para ele esses dias e nós fomos almoçar”, disse. “Eu parei de beber, ele também. Falamos: acho que é uma boa hora de a gente se encontrar.”

Segundo D2, o almoço serviu para renovar a amizade, mas não houve nenhum combinado para tocar ou compor juntos. “Foi bom, gostei de encontrar ele”, seguiu o rapper. “Eu queria saber dos filhos dele, ele queria saber da minha família. Acho que foi um bom momento para a gente voltar a se aproximar. Se vamos tocar ou não, isso é consequência, foda-se.”

Renovando a amizade . Almoço com @blackalienofficial meu irmão de mais de 20 anos ... Saudades do Skunk e Speed . Muito bom podermos nos encontrar "mais vivos do que nunca"

A photo posted by Marcelo D2 (@marcelod2) on

No João Rock 2016, a performance em conjunto – que também teve BNegão – aconteceu no fim do show de Alien, que tomou lugar antes da apresentação do Planet Hemp. “Na hora eu fui até mijar, não teve nada combinado, ele falou para nos chamar”, disse D2, que cantou a clássica “Contexto” com os antigos companheiros de rimas.

“Para nós foi muito importante”, continuou D2. “Estar junto ali foi maneiro para caralho. Perdemos tantos amigos nesses anos... Éramos cinco, já se foi o [ex-Planet Hemp] Skunk, o [rapper] Speedfreaks e estamos nós três, mais vivos do que nunca. Isso é saudável para caralho! Não foi mole passar pelos anos 1990: cocaína, AIDS, tiroteio, polícia, Rio de Janeiro violento.”

Apesar de muita especulação recentemente – incluindo quando D2 disse que o reencontro do Planet Hemp “não é mais uma reunião, é uma volta” –, D2 garantiu que “os maconheiros mais famosos do Brasil” não estão em estúdio compondo e gravando novas músicas.

“Estamos refazendo uma demo do Planet Hemp de 1993 para o filme Anjos da Lapa, com os atores cantando”, revelou. “Vamos fazer alguma coisa aí, mas talvez ano que vem. Entramos em estúdio para ensaiar, fazer umas paradas. É muito difícil voltar a fazer e a pensar como o Planet Hemp... Não sei se vai sair alguma coisa nova... Sei lá, sem pressão! [Risos].”

O #JoãoRock2016 abrigou um encontro histórico para a música brasileira. Pela primeira vez em 15 anos, #BlackAlien, #MarceloD2 e #BNegão dividiram o mesmo palco. Juntos, eles cantaram a clássica "Contexto", música do grupo do qual os três fizeram parte, o #PlanetHemp. A performance aconteceu entre os shows de #BlackAlien e #PlanetHemp no palco principal do festival.

A video posted by Revista Rolling Stone Brasil (@rollingstonebrasil) on