Pulse

Fã de The OA faz greve de fome na porta da Netflix por cancelamento da série

Escritora de 35 anos fica o dia inteiro com um cartaz em mãos - e diz que só vai desistir quando programa for renovado

Redação Publicado em 23/08/2019, às 18h04

None
Fã faz greve de fome após cancelamento de The OA (Foto: Reprodução / Twitter)

O cancelamento de The OA pela Netflix gerou incômodos em vários fãs. Reclamações, petições e lamentos inflamaram a internet - mas provavelmente ninguém ficou tão chateado com a novidade quanto Emperial Young. A escritora de 35 anos adorava a série, e poucos dias depois de descobrir que uma terceira temporada nunca veria a luz do dia, resolveu tomar uma atitude: está em greve de fome desde o dia 16 de agosto. E diz que só vai parar quando a empresa de streaming renovar The OA. 

Todos os dias, Young vai até a sede da Netflix em Hollywood protestar com um cartaz no qual lê-se “Netflix, salve The OA - greve de fome dia #,” atualizado diariamente. Fica lá das 11h até 19h, e espera, assim, chamar a atenção da empresa, a quem acusa de pensar apenas nos números e não em legado.

+++ LEIA MAIS: Além de The OA: 7 séries da Netflix canceladas após uma temporada 

“A Netflix tem essa mentalidade de começar várias séries, mas algumas coisas realmente boas estão escapando,” opinou Young. “A maioria da TV é só entretenimento, e foi ótimo dos criadores da Netflix quererem contar uma história tão especial quanto a de The OA, mas tirá-la do ar depois de duas temporada por causa de métrica… eles estão pensando a curto prazo.”

“E no final das contas, eles querem construir uma biblioteca de conteúdo, mas quem vai querer conhecer histórias sem final? É realmente desapontante olhar para várias pessoas que podem estar vendo a série e não podem terminar a história porque foi cancelada.”

+++ LEIA MAIS: Capitão América, Meninas Malvadas e Grey's Anatomy: os lançamentos de setembro na Netflix 

Para a escritora, The OA é uma série que valeria a pena ser salva por causa do conteúdo profundo e reflexões geradas. “Não é como a maioria dos programas. Há sinceridade, filosofia… É tão importante para tanta gente, lida com problemas tão relevantes como trauma, luto e saúde mental. Também é incrivelmente criativa, uma experiência incrível,” apelou, ainda. 

A segunda e última temporada de The OAfoi ao ar em março deste ano pela Netflix. Como havia planos para uma terceira parte, a história ficou em aberto.

+++ De Djonga a Metallica: Scalene escolhe os melhores de todos os tempos: