Família Soprano: James Gandolfini se revoltou com cena de masturbação

Segundo livro, cena de masturbação do ator James Gandolfini foi uma das mais tensas no set de filmagens de Família Soprano; entenda

Redação Publicado em 21/10/2021, às 12h31 - Atualizado em 25/10/2021, às 18h48

None
James Gandolfini em Família Soprano (Foto: Reprodução)

Durante as gravações da série Família Soprano, o ator James Gandolfini, que interpretava o protagonista Tony Soprano, se revoltou com uma cena em que precisava se masturbar dentro do banheiro de um posto de gasolina. 

A informação foi revelada no novo livro Tinderbox: HBO’s Ruthless Pursuit of New Frontiers, do escritor James Andrew Miller, que teve trecho divulgado pelo site da revista New York Magazine. A cena chegou a ser filmada com Gandolfini, mas acabou excluída na versão final do episódio. 

+++ LEIA MAIS: The Sopranos: Michael Gandolfini não entende como pai interpretou Tony por 9 anos: ‘Estou exausto depois de três meses’

De acordo com Miller, James Gandolfini se revoltou ao ler o roteiro e foi um dos momentos mais tensos do ator no set de filmagens. Na cena, que estaria presente em meio à trama do affair entre Tony e a empresária interpretada pela atriz Julianna Margulies, o mafioso iria a um banheiro de um posto de gasolina e se masturbaria. 

Mesmo contrariado, James Gandolfini gravou a sequência, mas ela foi retirada do episódio na versão final. As informações são do site da New York Magazine

+++ LEIA MAIS: Família Soprano, eleita a melhor série de todos os tempos, completa 20 anos

James Gandolfini

James Gandolfini é ganhador de três troféus Emmy  por sua atuação em Família Soprano. O ator morreu em junho de 2013 de ataque cardíaco enquanto viajava pela Itália com seu filho, Michael, que tinha 14 anos na época.


The Sopranos: Michael Gandolfini não entende como pai interpretou Tony por 9 anos

O ator Michael Gandolfini confessou não entender como o pai, James Gandolfini, interpretou o protagonista da série The Sopranos (1999) por nove anos. Em entrevista ao The New York Times, ele refletiu sobre o papel de jovem Tony no prequel The Many Saints of Newark. (Via IndieWire)

“[Meu pai] não era Tony. A única coisa que ganhei [em The Many Saints of Newark] foi um profundo orgulho dele. Estou exausto depois de três meses - você fez isso por nove anos?”

+++ LEIA MAIS: Por que Família Soprano nunca ganhará sequência?

Michael assumiu o mesmo papel do pai em um longa-metragem. The Many Saints of Newarkacompanha a juventude de Tony conforme é influenciado pela relação com o tio mafioso Dickie Moltisanti (Alessandro Nivola).

+++ LEIA MAIS: The Office sem Steve Carell? James Gandolfini, de Família Soprano, recebeu R$ 15 milhões para recusar papel na série

“A pressão [de pegar o papel do meu pai] é real. Existe medo. Mas a segunda camada, na qual muitas pessoas não pensam sobre, que na verdade foi mais difícil, é interpretar TonySoprano... não era apenas o sentimento do meu pai - era tipo: Tony Soprano é um personagem difícil.”

Michael precisou "criar" o próprio Tony e dar vida "às coisas que o tornaram Tony,” as quais foram eternizadas pelo pai. As informações são do The New York Times