Indigenista morre ao ser atingido por flecha de grupo indígena isolado

Rieli Franciscato, 56, era reconhecido como um dos maiores defensores dos povos indígenas isolados

Redação Publicado em 11/09/2020, às 19h48

None
Rieli Franciscato (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Um indigenista e especialista em tribos isoladas da Amazônia foi morto por uma flecha ao se aproximar de um grupo indígena isolado na região de Seringueiras, Rondônia. Rieli Franciscato, 56 anos, era coordenador da Frente de Proteção Etnoambiental Uru-Eu-Wau-Wau, da Fundação Nacional do Índio (Funai), e reconhecido como um dos maiores defensores dos povos indígenas isolados.

+++LEIA MAIS: Governo de Bolsonaro é alvo de protestos no mundo todo por conta da Amazônia

Na quarta, 9 de setembro, ao se aproximar de um grupo indígena até então isolado, Rieli Franciscato foi atingido por uma flecha acima do coração na floresta em Seringueiras, no estado de Rondônia, oeste do Brasil, perto da fronteira com a Bolívia.

“Ele gritou, tirou a flecha do peito, correu 50 metros e desabou, sem vida”, contou um policial que acompanhava a expedição. As informações são do The Guardian.

+++LEIA MAIS: DiCaprio critica Bolsonaro e ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles responde: 'Vai por dinheiro onde está a sua boca?'

Kanindé, Associação de Defesa Etnoambiental que luta ao lado dos povos indígenas da Amazônia e que Franciscato ajudou a fundar na década de 1990, explicou que o grupo indígena não tinha como distinguir entre amigos ou inimigos do mundo exterior.

Os povos indígenas no Brasil estão sob crescente ameaça de invasões por grileiros ilegais, madeireiros e garimpeiros encorajados pelas políticas do presidente Jair Bolsonaro, que quer reduzir o tamanho das reservas indígenas.

+++LEIA MAIS: Lula pontua que Bolsonaro transformou coronavírus em 'uma arma de destruição em massa'

“Estamos nos sentindo perplexos com tantas mortes neste Brasil que não respeita mais os direitos indígenas”, disse Ivaneide Cardozo, amiga de Franciscato e cofundadora da associação Kanindé.


+++ BK' lança novo disco e fala sobre conexão com o movimento Vidas Negras Importam: 'A gente sabia que ia explodir'