Pulse

James Hetfield compara disco do Metallica ao quadro da Mona Lisa; entenda

O som de ... And Justice For All é rodeado por algumas controvérsias, mas o vocalista da banda o defende até o final

Redação Publicado em 12/08/2019, às 11h57

None
Da esquerda para a direita, estão Robert Trujillo, James Hetfield, Lars Ulrich, Kirk Hammett e Jason Newsted (Foto:Tony Dejak/AP Images)

Durante uma entrevista com a So What!, James Hetfield defendeu a sonoridade do clássico disco do Metallica, ... And Justice For All, de 1988, comparando-o ao quadro Mona Lisa, de Leonardo da Vinci.

O álbum é rodeado por algumas controvérsias em relação ao som do baixo, comandado por Jason Newsted, que acabou sendo ofuscado na mixagem. O próprio baixista ficou insatisfeito com o resultado e com os colegas de banda.

“Não lembro da minha resposta na época, mas não foi nada tipo 'Foda-se, vamos abaixar o seu som'. Queríamos a melhor sonoridade possível”, disse Hetfield. “Não tinha nada a ver com humilhar ou nos vingarmos de Jason, certamente.”

Um dos engenheiros de som do disco, Steve Thompson, havia culpado Lars Ulrich por querer que a sua bateria soasse de um jeito que soterrava o baixo.

No entanto, o vocalista do Metallica o defendeu: "Meio que sabíamos como queríamos soar, mas podemos sentar na mesa de som e fazer acontecer? Não, pedimos para alguém fazer isto. Então Thompson fez o trabalho dele. Mas ele não tem que pedir desculpas por nada ou apontar um culpado. Isso é uma obra de arte, saiu desse jeito por um motivo qualquer”, afirmou. “Ele não tem que se defender, fez parte de um álbum fantástico da nossa carreira. Ele deveria ficar um pouco mais de boa consigo.”

Sobre a possibilidade do ... And Justice For All ser remixado para aumentar o som de NewstedHetfield disse que não importa mais. “E por qual motivo mudaríamos? Você mudaria a história? Por qual motivo remixar se já tem um som de baixo ali. Tudo bem remasterizar, mas remixar e tornar em algo diferente? É como se... não nos comparando com a Mona Lisa, mas é tipo 'Uh, você pode fazer ela sorrir um pouco mais?”, concluiu.

+++ LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019