Kiko Loureiro faz vaquinha para novo disco e até ‘vende’ solo de guitarra a quase R$ 13 mil

O guitarrista do Megadeth pediu a ajuda dos fãs para lançar o quinto disco da carreira solo

Redação Publicado em 08/06/2020, às 12h31

None
Kiko Loureiro (Foto: Reprodução / Instagram)

Kiko Loureiro, guitarrista do Megadeth, fez uma vaquinha para poder produzir o quinto disco da carreira solo. O músico compartilhou o projeto nas redes sociais no dia 14 de maio e pediu a ajuda dos seguidores para dar continuidade ao trabalho independente.

Em entrevista ao Uol, Loureiro explicou que não enfrenta nenhum tipo de dificuldade financeira, mas acredita que a vaquinha proporciona uma liberdade maior para o desenvolvimento do projeto sonoro.

+++ LEIA MAIS: Kiko Loureiro revela gravações da audição para o Megadeth: ‘Várias notas erradas’ [VÍDEO]

“No início, fiquei com um pouco de receio. Mas, como o Megadeth já tinha lançado o último disco com financiamento, no esquema de pré-venda com produtos especiais, resolvi experimentar. Por não ter gravadora, tenho mais liberdade em produzir e divulgar meu trabalho da forma que acho melhor. Você tem o ônus, de ter que trabalhar mais de outras formas, e o bônus, mas eu gosto desse jeito.”

Para ajudar o guitarrista, os fãs podem comprar diversos produtos convencionais como CDs, discos de vinil e camiseta. Mas a lista também conta com itens curiosos, como uma ligação de Skype, aulas online, instrumentos autografados e um solo de guitarra. 

E o que também chama atenção são os preços para estes produtos especiais, os quais variam entre R$ 768 a R$ 12.797. De acordo com o Uol, os valores originais estão cotados em dólar, então o preço em reais pode variar. 

+++ LEIA MAIS: Kiko Loureiro, St. Vincent e John Mayer estão entre os 20 melhores guitarristas da década, segundo revista especializada

O valor inicial da arrecadação era de R$ 99 mil, mas o músico conseguiu R$ 225 mil em apenas duas semanas. No momento em que essa nota foi escrita - faltando seis dias para o encerramento - a vaquinha contava com mais de R$ 232 mil.

“Gravar um disco de R$ 100 mil no Brasil é um luxo. Mas gravar um disco de US$ 20 mil no exterior não é nada de luxo. É algo superindependente, gastando o mínimo para contratar produtor, engenheiro de som, músicos. Tenho amigos, mas não peço favor. Paguei todos eles”, explicou Loureiro.


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE