Oscar 2021: 5 motivos para assistir Wolfwalkers, indicado em Melhor Animação [LISTA]

Filme 2D foi considerado 'leve como o ar, mas avassalador, inefável e inesquecível' pela Vulture

Felipe Grutter (com supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 25/04/2021, às 13h00

None
Cena de Wolfwalkers (Foto: Reprodução/Cartoon Saloon/Mélusine Productions)

Em praticamente toda cerimônia do Oscar nos últimos anos os filmes tiveram a tarefa quase impossível de vencer uma produção da Pixar. Em 2021, isso se repete: Soul é a principal favorita para ganhar em Melhor Animação. Dois Irmãos, A Caminho da Lua, Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca e Wolfwalkers também concorrem ao prêmio.

Na 93ª edição do Oscar, apenas Wolfwalkers não é de Hollywood. Produzido por Cartoon Saloon e Mélusine Productions, o filme teve direção da dupla Tomm Moore e Ross Stewart, com roteiro de Will Collins.

+++LEIA MAIS: Oscar 2021: 6 motivos para assistir Quo Vadis, Aida?, indicado a Melhor Filme Estrangeiro [LISTA]

O longa acompanha Robyn Goodfellowe (Honor Kneafsey), filha do caçador Bill Goodfellowe (Sean Bean). Os dois se mudam para a Irlanda durante época mágica, quando lobos são vistos pela sociedade como demoníacos. Para lidar com isso, o Lorde Protetor (Simon McBurney) do país contratou Bill para exterminar todas as criaturas.

No meio do conflito, Robyn conhece Mebh (Eva Whittaker), criança da floresta responsável por se transformar em lobo. Tudo muda para a protagonista, quem começa a entender o lado das criaturas.

+++LEIA MAIS: Oscar 2021: 5 curiosidades sobre Nomadland, indicado a Melhor Roteiro Adaptado [LISTA]

Wolfwalkers conta uma história sensível e digna de Oscar. Veja seis motivos para assistir ao filme:


Estilo de animação

Grande parte das animações em circulação nos cinemas - e nas indicações ao Oscar - costumam ser 3D. Porém, alguns estúdios decidem fazer do jeito antigo e produzem filmes 2D, como é o caso de Wolfwalkers - e foi com Klaus, da Netflix, em 2020.

+++LEIA MAIS: Oscar 2021: 5 motivos para assistir Soul, indicado a Melhor Animação [LISTA]

É sempre bom ver algo deixado de lado pela indústria, especialmente quando é bem feito. Os traços de cada personagens são únicos e os poderes dos Wolfwalkers são impressionantes.


Elenco de dubladores

Boa parte do elenco não é conhecido pelo grande público. O nome mais conhecido é Sean Bean, quem interpretou Ned Stark em Game of Thrones. O grande destaque vai para a dupla Honor Kneafsey e Eva Whittaker, ambas atrizes mirins.

+++LEIA MAIS: 5 documentários sobre os bastidores da Disney: de The Mandalorian até Pixar [LISTA]


Trilha sonora

A trilha sonora de Wolfwalkers, composta por Bruno Coulais e Kíla, é um dos pontos altos dos filmes. A música consegue transmitir todos os sentimentos e situações nas quais os personagens estão inseridos. Destaque especial para a regravação de "Running with the Wolves," da cantora norueguesa Aurora.


Recepção

Wolfwalkers foi sucesso de crítica. Tem nota 8,1 de 10 no IMDb, 99% de aprovação no Rotten Tomatoes e 87 pontos no Metacritic. "Crianças ficarão encantadas, adultos ficarão extasiados. É de alguma forma leve como o ar, mas avassalador, inefável e inesquecível," escreveu Bilge Ebiri em review do Vulture.

+++LEIA MAIS: Oscar 2021: A Caminho da Lua segue narrativa previsível, mas encanta com visual radiante [REVIEW]


Folclore irlandês

Diferente da cultura estadunidense, o lobisomem, no folclore irlandês, é uma criatura amigável, sem objetivo de matar humanos e com lado mais humano.

Antigamente na Irlanda, o lobisomem era conhecido como faoladh ou conroicht (via Jovem Lobo). A criatura tem semelhança física ao que estamos acostumados a ver nos filmes de Hollywood, mas era considerada como guardiã pelos irlandeses.

+++LEIA MAIS: Os 50 lançamentos da Netflix para maio de 2021: Lucifer, Quem Matou Sara, Outlander e mais [LISTA]


+++ HAIKAISS | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL