Pai de Britney Spears não é o vilão do movimento #FreeBritney, diz advogada do tutor

Vivian Lee Thoreen enfatizou que James Spears ama a filha e quer o melhor para as finanças dela

Redação Publicado em 01/03/2021, às 11h53

None
Britney Spears (Foto: Chris Pizzello / Invision /AP)

A advogada Vivian Lee Thoreen, representante de James Spears, pai de Britney Spears, afirmou que o tutor da cantora pop não é o vilão do movimento #FreeBritney em entrevista ao Good Morning America. (Via Los Angeles Times)

"Eu entendo que toda história quer ter um vilão, mas as pessoas entendem tão errado", disse Thoreen

+++ LEIA MAIS: Britney Spears dá suposta indireta às alegações do documentário sobre a tutela da cantora

A representante também enfatizou o amor de Jamies por Britney e disse que o pai salvou a vida da filha, pois pessoas ao redor dela estavam "tomando vantagem" das finanças dela, as quais estavam "claramente sendo mal administradas.''

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

"Jamie ama a filha dele. E, como qualquer outra família, os problemas surgem de vez em quando, mas isso de forma alguma diminui o amor e o apoio que eles têm um pelo outro. Britney sabe que seu pai a ama e ela sabe que pode contar com ele a qualquer momento, com tutela ou não.”

+++LEIA MAIS: Pai de Britney Spears não pode ser o único tutor da cantora, determina juíza

Thoreen ainda mencionou que a cantora passou duas semanas com o pai em Louisiana, nos Estados Unidos, no início da pandemia e não expressou nenhum descontentamento com a tutela dela. 

"Jamie atua como tutor de Britney porque a ama. Ele quer o melhor para Britney", afirmou a advogada, que também disse que o pai da artista aumentou a fortuna da filha de US$2,8 milhões para US$ 60 milhões.


+++ FBC E VHOOR REFLETEM SOBRE HIP-HOP: 'MÚSICA É PARA SER SENTIDA' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL