Pink Floyd ficou tão rico que a banda sentia vergonha de receber tanto dinheiro

O ex-baterista Nick Mason falou sobre como a banda lidou com o sucesso e o dinheiro

Redação Publicado em 29/09/2020, às 10h34

None
Pink Floyd (Foto: Divulgação)

Pink Floyd é uma das maiores bandas da história do rock. O grupo chegou a vender 250 milhões de discos e, consequentemente, ganhar muito dinheiro. Mas, curiosamente, os integrantes da banda não se sentia tão confortáveis com o tamanho da riqueza da banda. (Via Louder Sound)

Em entrevista ao Telegraph, o ex-baterista Nick Mason disse que os músicos sentiam um pouco de vergonha por receberem tanto dinheiro e por gastarem ele. 

+++ LEIA MAIS: Duna: Como Hans Zimmer orquestrou a versão épica de 'Eclipse', do Pink Floyd, para o filme

“Nossa geração do rock foi mais que abençoada. Eu acho que todos nós ficamos um pouco envergonhados sobre o quão ricos somos. E como usamos isso. Minha pegada de carbono é terrível”. 

Mason também relembrou a trajetória do Pink Floyd e disse que a banda aproveitou o sucesso do rock psicodélico para conseguir fama. O músico ainda contou que ficou impressionado com a liberdade de experimentação musical que conseguiram alcançar. 

+++ LEIA MAIS: Todos os discos do Pink Floyd, do pior ao melhor, segundo site

“Queríamos ser um grupo pop. Queríamos conhecer garotas, nos divertir e ser famosos. Acho que seguimos o movimento. Todos aqueles caras das gravadoras estavam procurando pelo próximo grande sucesso e parecia que era uma disputa entre música psicodélica e reggae. E você deveria nos ouvir tocando reggae. Tão, tão ruim.”


+++ MANU GAVASSI: 'SE A MÚSICA SÓ FOR UMA FÓRMULA, É VAZIA E NÃO EMOCIONA' | ENTREVISTA ROLLING STONE