Quantas mulheres entraram duas vezes para o Hall da Fama do Rock and Roll?

Tina Turner integrou o museu pela segunda, mas não foi a primeira artista a realizar o feito

Julia Harumi Morita Publicado em 13/05/2021, às 14h14

None
Tina Turner (Foto: Getty Images /Sean Gallup)

Na última quarta, 12, o Hall da Fama do Rock and Roll revelou quais cantores e bandas serão homenageados no museu de história da música em 2021. Entre os nomes escolhidos está Tina Turner, que entrou para lista de artistas influentes pela segunda vez na carreira. (Via Showbiz CheatSheet)

A Turner recebeu a honra pela primeira vez em 1991. Na época, a instituição celebrou a trajetória da artista na dupla Ike & Tina Turner, a qual ganhou destaque nos anos 1960 e lançou hits inesquecíveis como “River Deep – Mountain High.” Em 2021, a cantora integrou o museu como artista solo.

+++ LEIA MAIS: 6 conquistas históricas de mulheres no Grammy

Este ano, Carole King se juntou à Turner e aumentou o time de mulheres homenageadas duas vezes ao Hall da Fama do Rock and Roll. Em 1990, a artista foi selecionada ao lado do marido e colaborador Gerry Goffin.

De acordo com Showbiz CheatSheet, as duas artistas não foram as únicas mulheres reconhecidas mais de uma vez pelo museu e o feito foi conquistado pela primeira vez no ano de 2019.

+++LEIA MAIS: Há 44 anos, Fleetwood Mac lançava o primeiro single de Rumours, 'Dreams', e vivia um dos principais momentos da carreira [FLASHBACK]

Stevie Nicks teve a carreira solo reconhecida e se tornou a primeira artista feminina a conquistar duas entradas no Hall da Fama do Rock and Roll. Originalmente, Nicks foi incluída pelo trabalho com a banda Fleetwood Mac, em 1998.


+++ MV BILL: 'A GENTE TEM A PIOR POLÍTICA DE GOVERNO PARA O PIOR MOMENTO' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL