Radiohead lança oficialmente material hackeado

As 18 horas de gravações inéditas da banda estão disponíveis online

Redação Publicado em 11/06/2019, às 11h18

None
Thom Yorke e Jonny Greenwood, do Radiohead (Foto:AP Photo/Chris Pizzello)

Na última quinta, 6, o Radiohead foi vítima de um hacker que conseguiu acesso a um dispositivo de armazenamento do vocalista Thom Yorke, e vazou mais de 18 horas de material nunca divulgado, gravadas durante a época do disco OK Computer (1997). Mas os integrantes tomaram uma decisão nesta terça, 11, que contorna a situação que poderia ser prejudicial.

Com um post no Twitter, o guitarrista Jonny Greenwood divulgou que as gravações inéditas foram disponibilizadas no Bandcamp oficial da banda, mas pelos próximos 18 dias. Lá, é possível ouvir de graça as demos e versões alternativas que não entraram no elogiado terceiro álbum do grupo.

O responsável pelo vazamento do material exigia US$150 mil pelo pacote completo, ou US$ 800 por cada faixa gravado em estúdio e US$ 50 por cada uma gravada ao vivo.

Como resposta a isso, o Radiohead decidiu também disponibilizar a opção de compra, mas por £18 e, todo o dinheiro arrecadado será doado ao movimento sociopolítico Extinction Rebellion, que busca exercer uma resistência não-violenta para evitar um colapso ecológico.

"Ao invés de reclamar – muito – ou ignorar, compartilhamos todas as 18 horas no Bandcamp, como ajuda ao Extinction Rebellion. Apenas pelos próximos 18 dias. Então por £18 você pode descobrir se a gente deveria ter pagado o valor daquele resgate", tuitou Greenwood. 

O movimento publicou, em suas redes sociais oficiais, um agradecimento à banda.

+++Rocketman, Bohemian Rhapsody e mais: as maiores cinebiografias de todos os tempos