Relatório policial dá detalhes sobre as últimas horas de Scott Weiland

Algumas drogas e medicamentos foram encontrados no ônibus de turnê do ex-vocalista do Stone Temple Pilots

Rolling Stone EUA Publicado em 11/12/2015, às 11h13 - Atualizado às 12h28

Scott Weiland, ex-vocalista de Stone Temple Pilots e Velvet Revolver

Ver Galeria
(4 imagens)

Um mandado de busca recentemente divulgado pelo Departamento de Polícia de Bloomington detalha a cena da cama do ônibus de turnê na qual Scott Weiland – ex-vocalista de Velvet Revolver e Stone Temple Pilots – foi encontrado morto, no último dia 3 de dezembro.

Scott Weiland: 20 canções essenciais.

Além de dois sacos contendo uma substância branca (posteriormente testada positivamente como cocaína), as autoridades encontraram diversos medicamentos, incluindo sedativos Lunesta, o ansiolítico Klonopin, sedativos Dalmane, o narcótico Buprenex e o antipsicótico Geodon.

Em outros lugares do ônibus, a polícia confiscou outros itens suspeitos, incluindo uma sacola contendo uma “substância verde folhosa” na cabine. Eles também deram mais informações sobre o saco de cocaína que descobriram no beliche do baixista Tommy Black.

Scott Weiland: a entrevista perdida da Rolling Stone EUA.

Um depoimento juramentado também explica como as autoridades souberam da morte de Weiland. Ao oficial de Bloomington George Harms foi designada a missão de “acompanhar uma investigação de possível overdose” que havia acontecido em um estacionamento de hotel, por volta de 20h21 no horário local, na quinta-feira, 3. Ele encontrou o corpo de Weiland na cama do ônibus.

O depoimento dá conta de que a esposa de Weiland alertou um amigo de que ela não conseguia ter contato com o marido. O amigo foi checar o cantor na cama do ônibus e o encontrou sem vida e, na sequência, chamou uma ambulância. A morte de Weiland foi confirmada às 20h37.

Lembre como foi o primeiro show do Stone Temple Pilots no Brasil, em 2010.

“Localizada no cômodo, em plena vista, havia uma substância branca desconhecida empacotada em sacos”, está escrito no depoimento juramentado. “A maneira com que elas estão empacotadas é parecida com a maneira como narcóticos geralmente são embalados.”

A notícia da morte de Weiland foi divulgada há uma semana, na sexta-feira, 4. Durante a última semana, diversas homenagens foram feitas: comunicados divulgados pelas bandas Stone Temple Pilots e Velvet Revolver (aqui), pela ex-esposa de Weiland Mary Forsberg (aqui), performances em tributo de Chris Cornell (aqui) e Corey Taylor com Dave Navarro (aqui).