Sul-coreano é expulso de grupo de k-pop CNBLUE ao compartilhar vídeos de sexo

O anúncio foi dado pela FNC Entertainment, empresa que gerencia a carreira do grupo

Redação Publicado em 28/08/2019, às 17h29

None
Lee Jong Hyun (Foto: Reprodução)

O vocalista e guitarrista do CNBLUE, Lee Jong Hyun, foi expulso do grupo de k-pop após compartilhar vídeos de sexo em chats online na Coréia do Sul, segundo divulgado nesta quarta, 28. 

O anúncio veio diretamente da empresa FNC Entertainment, responsável por agenciar a carreira do grupo. As informações divulgadas relatam que o músico participou de chats "ilícitos e sexualmente degradantes" e compartilhou vídeos ilegais de atos sexuais.

+++LEIA MAIS: O que cada integrante do BTS tem feito durante as férias?

Desse modo, segundo o comunicado oficial, o cantor recebeu um "convite para que ele se retirasse" do CNBLUE. O artista pediu desculpas se ofendeu alguém com "palavras e atos inapropriados".

"Embora seja tarde, informo que estou saindo do CNBLUE. Sinto muito por ter causado danos aos outros integrantes. Tenho vergonha de ter desapontado os fãs que acreditaram em mim.", escreveu na nota.

+++ LEIA MAIS: Qual dos 7 integrantes do BTS é o mais popular? 

Anteriormente, Lee Jong Hyun se afastou do grupo de K-pop para servir ao exército da Coréia do Sul nos dois anos obrigatórios exigidos pelo país. Inicialmente, a empresa tinha decidido somente afastá-lo, mas o assunto voltou à tona devido à divulgação de novos diálogos sexuais do cantor na web e a FNC Entertainment optou pela expulsão. 

+++ A playlist da Drik Barbosa - De Emicida a Erykah Badu