Van Halen fez planos para uma reunião clássica da banda, mas desistiu logo em seguida; entenda

Ex-baixista Michael Anthony revelou que foi procurado por integrantes da banda para uma turnê que seria realizada em 2019

Andy Greene, Rolling Stone EUA Publicado em 20/06/2019, às 19h04

None
David Lee Roth e Eddie Van Halen, em ação na Califórnia, em 1983

Ex-baixista do Van Halen Michael Anthony disse que ele foi contatado em 2018 sobre uma possibilidade de reunião clássica da banda que ocorreria no verão do hemisfério norte deste ano. Seria a primeira reunião com os quatro integrantes da formação clássica com David Lee Roth nos vocais desde 1984.

"Tenho certeza que você sabe que o Sammy [Hagar, sucessor de Roth no posto de vocalista da banda] disse sobre eu ter oferecido a ele isso [um convite para uma reunião do Van Halen]", disse Anthony ao radialista Eddie Trunk na quarta-feira, 19. "E eu te digo: conversei com Irving Azoff [empresário do Van Halen] em outubro do ano passado - aquela foi a primeira vez que ouvi falar dele - e ele me perguntou se eu tinha interesse em algum tipo de volta. Disse a ele que im. Estava terminando de fazer alguns shows com o Sammy e falei que me interessaria em ouvir o que os outros caras da banda tinham a dizer 'Tenho mais esses shows para fazer e então me ligue."

+++ LEIA MAIS: Eddie Van Halen doa guitarras para escolas carentes

A nova chamada de Azoff nunca chegou, explica Anthony. "E então, logo que começou o ano um empresário, advogado, algo assim do David Lee Roth entrou em contato comigo para uma conversa ou coisa assim", conta. "Nesse momento, eu entreguei o assunto ao meu empresário, porque não queria começar uma questão, queria que fosse feito da forma mais correta possível, especialmente depois do que aconteceu para mim em 2004. Pelo o que eu ouvi, e não falei com nenhum dos outros caras, eles queriam fazer algo neste verão. E, por qualquer razão… Isso nunca… Meu pessoal nunca… Eles nunca entraram em contato conosco, nem para um encontro ou algo assim. A próxima coisa que eu descubro é que tudo foi cancelado."

Em determinado momento, Anthony estava tão confiante que o retorno a banda aconteceria que ele pediu para o Circle - grupo no qual ele toca ao lado de Sammy Hagar, o baterista Jason Bonham e o guitarrista Vic Johnson - dispensasse ele no período no qual o Van Halen faria sua aparição.

"O motivo pelo qual o Circle está inativo no momento é porque se as coisas tivessem dado certo como planejado, estaríamos fazendo ensaios com o Van Halen neste momento", ele contou a Trunk.

É incerto o que de fato aconteceu, embora Roth tenha falado sobre o grupo no início deste mês de junho, mesmo que de forma cifrada. "Tem muita música vindo", ele contou ao site Toazted. "Vou me encontrar com os irmãos Van Halen na próxima semana, mais ou menos. Vamos começar a falar sobre o que virá a seguir."

+++ LEIA MAIS: Van Halen teve medo do Nirvana e do surgimento do grunge, admite vocalista

O Van Halen e Anthony seguiram por caminhos separados depois da turnê de reunião de 2004 com Hagar. Eddie chamou seu filho adolescente Wolfgang para tocar baixo na banda e ele está na função desde então, embora o grupo esteja inoperante desde 2015.

Wolfgang tem trabalhado em um disco solo por anos e até agora nada foi dito sobre quando o álbum vai sair e o que isso pode significar para o seu futuro como integrante do Van Halen. Como é comum na história da banda, o grupo não comentou o assunto.

+++ MINHA PLAYLIST: Rael está "envolvidão" por Bob Marley e Caetano Veloso