Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Brad Pitt é acusado de agressão infantil em processo de divórcio de Angelina Jolie

Novo pedido de divórcio de Angelina Jolie detalha uma suposta briga entre Brad Pitt e seus filhos em 2016

Emanuela Lemes (sob supervisão de Eduardo do Valle) Publicado em 05/10/2022, às 11h35

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Angelina Jolie e Brad Pitt (Foto: Jason Merritt / Getty Images)
Angelina Jolie e Brad Pitt (Foto: Jason Merritt / Getty Images)

Angelina Jolie Brad Pitt continuam em disputa na Justiça. Além da briga pela mansão Château Miraval, uma vinícola francesa avaliado em US$ 164 milhões (cerca de R$ 864 milhões na cotação atual), Angelina acusa Brad de abuso infantil após briga do casal e seus filhos em 2016.

Os documentos judiciais publicados pela Variety relatam que o ator acusa Jolie de tentar vender 50% das ações sem pedir permissão ou fazer uma oferta ao ex-companheiro - condição estabelecida em acordo anterior, segundo o Page Six.

No entanto, a venda das ações de Château Miraval foram interrompidas depois que o ator exigiu que a ex-esposa assinasse “um acordo de confidencialidade que a teria proibido contratualmente de falar fora do tribunal sobre o abuso físico e emocional de Pitt contra ela e seus filhos."

+++ LEIA MAIS: Por que o divórcio com Brad Pitt fez Angelina Jolie pausar a carreira de diretora?

Gravações de depoimentos dados ao FBI obtidos pela Rolling Stone EUA revelaram o comportamento violento de Brad Pitt com a atriz e os filhos, que teria sido o estopim para o divórcio do casal.

Além de jogar cerveja em Angelina e causar prejuízo financeiro pelos danos, Brad a sacudiu pelos ombros, gritou e a empurrou em direção à porta do banheiro. A atriz ainda relatou diversos socos no teto da aeronave em crise de cerca de 90 minutos durante voo da França para Los Angeles, Estados Unidos.

+++ LEIA MAIS: Angelina Jolie e Brad Pitt brigam na justiça pela guarda dos 6 filhos após o divórcio

Angelina segurou o marido, colocando os braços no pescoço dele. Pitt se jogou para trás para se soltar, gerando lesões nas costas da atriz. Jolie declarou estar "assustada como uma refém" com comportamento "irreal" visto no avião, conforme relatam os autos do processo.

As crianças correram e todos tentaram bravamente proteger uns aos outros. Antes que tudo terminasse, Pitt sufocou uma das crianças e atingiu outra no rosto. Algumas das crianças imploraram a Pitt que parasse. Todos ficaram assustados. Muitos estavam chorando.

+++ LEIA MAIS: Angelina Jolie quer a expulsão de juiz no caso do divórcio com Brad Pitt; entenda

Na ocasião, Jolie “arranjou transporte separado no aeroporto” para levar as crianças para um hotel sem Pitt. Conforme relatado em agosto pela Variety, a protagonista de Tomb Raider (2001) estava por trás de um processo anônimo de 2016 no qual alegava ter sido agredida por seu marido em um avião particular.

"Em acordo de todas as partes, processos criminais sobre este caso não terão continuidade devido a diversos fatores," afirmou o agente responsável em relatório sobre reunião em novembro de 2016. Agora, Angelina Jolie e sua equipe de advogados entraram com uma ação para violar a Lei de Liberdade de Informação contra o FBI e, desta forma, obter documentos relacionados à investigação federal contra Pitt.

+++ LEIA MAIS: Bastardos Inglórios: Angelina Jolie brigou com Brad Pitt por participar de filme com Harvey Weinstein

Juntos, os dois têm 6 filhos: Maddox, Pax, Zahara, Shiloh, Knox, e Vivienne. Mais cedo em meio à batalha judicial pela guarda dos filhos,Jolie havia entrado com documentos judiciais e disse que a família pode mostrar "provas" da violência doméstica por parte de Brad Pitt.