Josh Hartnett explica decisão de abandonar Hollywood: 'Trata você apenas como um produto'

Conhecido por títulos como Falcão Negro em Perigo (2001) e Pearl Harbour (2001), ator Josh Hartnett abandonou a carreira em seu auge

Redação Publicado em 09/12/2021, às 09h50 - Atualizado às 15h25

None
Josh Hartnett (Foto: Reprodução)

Conhecido por títulos como Falcão Negro em Perigo (2001) e Pearl Harbour (2001) e por ser um galã dos anos 1990, o ator Josh Hartnett abandonou a carreira quando ela estava no auge para cuidar da saúde mental, conforme o próprio revelou em entrevista ao Daily Mail, via Revista Monet.

"Manter Hollywood a distância foi a melhor coisa para a minha saúde mental e para a minha carreira. Acho que tive a sorte de entender muito cedo que quero ter uma vida boa em casa, podendo fazer coisas criativas e maravilhosas, e isso é um imenso privilégio," explica sobre a decisão.  

+++LEIA MAIS: Don't Look Up: Jennifer Lawrence revela por que 'foi um inferno' filmar cena com Leonardo DiCaprio

O ator, agora aos 43 anos, acrescenta: "Nunca me retirei [da carreira de ator]. Só comecei a fazer filmes menores e tive filhos. Essa indústria trata você apenas como um produto. Entre Hollywood e uma vida, escolhi uma vida."

Em outra entrevista recente, via Revista Monet, Josh Hartnett revelou que quase estrelou o aclamadíssimo longa-metragem O Segredo de Brokeback Mountain: "Infelizmente, eu ia fazer Brokeback Mountain. Mas eu tinha um contrato com [o filme] Dália Negra, que eu precisava filmar, daí tive que desistir," contou.

+++ LEIA MAIS: Don’t Look Up: Primeiras reações são muito positivas e destacam sátira inteligente; confira

"Era um filme totalmente diferente. Mas eles seguiram adiante com Heath [Ledger] e Jake [Gyllenhaal]," lembrou. Ainda, pontuou que, o par romântico dele seria Joaquin Phoenix (Coringa), acrescentando: "Eu sempre quis beijar Joaquin, então esse é o meu maior arrependimento."

O astro também disse "não" para viver o Batman e o Superman nos cinemas, via Revista Monet. Ao Metro, ele revelou que não se arrepende, pois, acredita que era muito imaturo no início dos anos 2000. "Naquela idade, era muito fácil se tornar a ferramenta ou a marionete de alguém. Eu estava muito ciente das escolhas que estava fazendo e queria que elas fossem minhas escolhas," disse.

+++LEIA MAIS: King’s Man – A Origem: primeiras reações consideram filme 'bizarro' e 'terrível' e criticam narrativa desconexa

Josh Hartnett completou: "Havia muitos poderosos que queriam que eu fizesse esses filmes, mas sempre me interessei por histórias sobre pessoas, e não queria ser limitado a esse tipo de super-herói. Naquela época, muitos atores tiveram que lutar muito para ter suas carreiras de volta após interpretarem esses personagens."