Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Daniela Mercury afasta rumores sobre Ministério da Cultura: 'Não pretendo'

Comandante do Ministério da Cultura no terceiro mandato de Lula (PT) ainda não foi definido

Redação Publicado em 02/12/2022, às 11h40

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Daniela Mercury (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)
Daniela Mercury (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

Com a posse de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como presidente do Brasil marcada para acontecer em menos de um mês, surgiram diversos boatos sobre quais serão os ministros do terceiro mandato de Lula - e Daniela Mercury está nas especulações para assumir o Ministério da Cultura. Porém, a cantora negou tudo.

Durante entrevista ao O Globo, Mercury falou sobre o novo disco de estúdio, Baiana, ataques de bolsonaristas, apoiadores de Jair Bolsonaro (PL), a outros artistas e as especulações de uma possível frente no Ministério da Cultura.

+++LEIA MAIS: Daniela Mercury processa Eduardo Bolsonaro por fake news

"Não faço ideia do motivo de o meu nome ter surgido," afirmou a cantora. "Acho que é por ser uma artista conhecida e estar próxima. Como Lula já teve [Gilberto] Gil... não pretendo esse cargo nem falo como pretendente", disse. "Quando me aproximei da campanha, fui para levar demandas que falam das mulheres e da Cultura."

Há anos participo de ambientes de discussão. Sou empresária cultural, artista independente, construí uma carreira sozinha. Tenho aproveitado esse espaço para falar da precariedade do setor cultural no Brasil.

Sobre os ataques que Gilberto Gil sofreu no Qatar, onde assistiu alguns jogos da Copa do Mundo de futebol, Daniela Mercury condenou totalmente: "Senti a mesma indignação de quando falaram contra Fernanda Montenegro. A gente, realmente, se dividiu entre democratas e não democratas. Nem todo mundo percebeu isso."

Todos os artistas, todas as pessoas, merecem respeito. Ninguém merece discurso de ódio, não podemos aceitar.

+++LEIA MAIS: Daniela Mercury canta hit de São João em voo com Padre Kelmon

"Mas quando isso vem para pessoas por quem temos tanto respeito e afeto, fundamentais na cultura brasileira, como Gil e Fernanda Montenegro, a indignação é maior. É como machucar uma pessoa da nossa família," continuou a artista.