Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

TSE nega punição por show de Daniela Mercury no dia do trabalhador

Durante a apresentação no dia do trabalhador, Daniela Mercury se manifestou a favor do presidente Lula

Redação Publicado em 16/08/2022, às 12h01

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Daniela Mercury. (Foto: Legacy)
Daniela Mercury. (Foto: Legacy)

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) anulou o pedido do Partido Liberal (PL) para a punição do ex-presidente Lula (PT) devido à uma apresentação no dia do trabalhador da cantora Daniela Mercury (via Metropole).

“Quem não votar pra Lula vai estar votando contra os trabalhadores, contra os artistas, contra o país, contra a Amazônia, contra tudo que a gente acredita e vem construindo democraticamente para esse país”, falou a artista durante um show.

A decisão do juiz Raul Araújo alega que não houve propaganda eleitoral antecipada já que a declaração de Mercury não foi organizada por Lula e a apresentação não tinha como finalidade a obtenção de votos.

+++LEIA MAIS: Camarote Pride House ganha nova edição na Parada do Orgulho LGBTQIA+ de São Paulo

 “A manifestação espontânea de apoio da cantora à pessoa de Luiz Inácio Lula da Silva encontra-se agasalhada pela livre manifestação do pensamento” diz a decisão.

O PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, havia solicitado o pagamento de multa e a retirada do vídeo do canal do Partido dos Trabalhadores (PT) no YouTube. 

A apresentação foi organizada pelos centrais sindicais na praça em frente ao estádio do Pacaembu em São Paulo e contou com apresentações do grupo Racionais MC's, Francisco El Hombre e DJ KL Jay. De acordo com o PT, a participação do ex-presidente na celebração ocorreu na condição de convidado, e não de organizador ou responsável pela solenidade.

+++LEIA MAIS: Daniela Mercury compara homofobia com coronavírus: ‘Viver com medo’