Cher processa viúva de Sonny Bono em US$ 1 milhão por royalties perdidos; entenda

Cher afirma que a viúva do ex-marido e ex-parceiro de canto está tentando "encerrar" a participação de 50% dela no catálogo da dupla

Daniel Kreps, Rolling Stone EUA Publicado em 14/10/2021, às 14h35 - Atualizado às 14h38

None
Cher (Foto: Getty Images / Stuart C. Wilson / Correspondente)

Cher abriu um processo contra Mary Bono, a viúva do ex-parceiro de canto e ex-marido da artista, Sonny Bono, pelos direitos das músicas de Sonny & Cher, incluindo sucessos como "I Got You Babe" e "The Beat Goes On."

No processo, iniciado na quarta, 13, em um tribunal de Los Angeles e obtido pela Rolling Stone EUA, Cher afirma que os herdeiros de Bono pararam de pagar os royalties dela sobre as músicas de Sonny & Cher, embora - como parte do acordo de divórcio de Cher e Bono de 1978 - a cantora tenha direito a 50% de participação.

+++LEIA MAIS: Cher surpreende fã com Alzheimer com chamada em vídeo; assista

Cher (por meio da Veritas Trust) e os herdeiros de Bono (por meio da Bono Collection Trust) tinham uma parceria sobre as canções da dupla e os direitos de publicação durante as décadas após a morte de Sonny Bono em um acidente de esqui, em 1998.

Isso mudou nos últimos anos quando Mary Bono supostamente tentou usar “uma cláusula de rescisão estatutária totalmente inaplicável da Lei de Direitos Autorais de 1976” para encerrar a participação de 50% da Cher no catálogo de Sonny & Cher.

+++ LEIA MAIS: 5 músicas inesquecíveis de Cher: De 'Believe' a 'Gypsys, Tramps & Thieves' [LISTA]

De acordo com a Lei de Direitos Autorais de 1976, a propriedade de um autor "pode encerrar a concessão do autor falecido de transferência ou licença da renovação de um direito autoral ou qualquer direito sob ele." O Bono Collection Trust interpretou essa linguagem como um meio de encerrar o acordo de divórcio entre Bono e Cher, de acordo com o processo.

“O Bono Collection Trust afirma que o aviso de rescisão dos herdeiros - encerrando concessões a editoras musicais ou outras empresas que pagaram royalties ao Bono A Collection Trust - também encerra o canal de royalties de composição que Sonny atribuiu à autora no Acordo de Liquidação de Casamento de 1978 e, como resultado, a rescisão estatutária dos herdeiros encerra seu direito a esses royalties,” afirma o processo.

+++LEIA MAIS: O dia em que Cher disse ao vocalista do Cannibal Corpse: 'Eu era metal antes de você nascer'

O documento ainda diz: “Com base nessa alegação, o Bono Collection Trust informou [Cher] que, nas datas de vigência da rescisão dos herdeiros de cada um dos contratos da editora musical, The Bono Collection Trust não vai mais pagar [Cher] por 50% dos royalties de composição que Sonny atribuiu a [Cher] no Acordo de Liquidação de Casamento."

Os representantes de Cher e Mary Bono não responderam o pedido da Rolling Stone EUA por comentários até o momento.

+++LEIA MAIS: Cher planeja resgate ambicioso para elefante vítima de décadas de abuso

Cher pede US$ 1 milhão no processo, o suposto valor dos royalties retidos pelos herdeiros Bono até agora. O processo de Cher também visa impedir qualquer tentativa de rescindir a participação de 50% dela no catálogo de Sonny & Cher.