Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Luísa Sonza desabafa: "Não gosto de 'alternativa', nem de 'experimental'. Vale ser estranha?"

Em coletiva sobre o lançamento de “MAMA.CITA (hasta la vista)”, sua nova parceria com Xamã, a cantora revelou que não se considera "experimental"

Redação Publicado em 22/12/2022, às 11h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Luísa Sonza no clipe de “MAMA.CITA (hasta la vista)” (Foto: Divulgação/ Pam Martins)
Luísa Sonza no clipe de “MAMA.CITA (hasta la vista)” (Foto: Divulgação/ Pam Martins)

Na noite da última quarta-feira, 21, Luísa Sonza e Xamã finalmente divulgaram a faixa “MAMA.CITA (hasta la vista), assim como seu clipe oficial. No mesmo dia, algumas horas antes do lançamento, a cantora de 24 anos falou sobre o single em coletiva, e revelou que não gosta da palavra “experimental”.

Quando questionada sobre a estética do clipe de “MAMA.CITA”, Luísa revelou que, com características bastante futuristas, o vídeo traz uma versão mais evoluída dela. “Acabamos trazendo essa coisa futurista porque é desse lugar mais evoluído, um passo adiante, é natural. É futurista, mas também é muito orgânico e natural. Estou experimentando coisas novas e isso reflete na estética”, explicou.

+++LEIA MAIS: Luísa Sonza incendeia casa de shows com apresentação de novo projeto musical [ENTREVISTA]

Foi então que, ao comentar que tem se inspirado em diversos gêneros para criar seus lançamentos, Sonza comentou que não gosta de ser classificada como “experimental”. “Vale ser estranha? Eu não gosto de ‘alternativa’, nem de ‘experimental’. Estou gostando de ser estranha, na minha visão. Uma coisa mais dark, futurista, meio cyber girl. Está tudo meio indefinido, porque eu não sei tudo ainda”, afirmou.

Estou gostando de ser [o que quiser] no momento que eu quero ser. A galera tá achando estranho e eu gosto disso”, revelou Luísa. “Se eu falar em quem eu estou me inspirando agora, vocês não vão entender mais nada. Em sentimentos, é triste, um pouco irônico, um pouco fritado e melancólico.”

+++LEIA MAIS: Xamã rebate críticas sobre rap romântico: "O novo assusta" [ENTREVISTA]

Afirmando que vai trazer a melancolia “em suas várias formas de se expressar” nos projetos de 2023, Sonza ainda deixou claro que não pretende abandonar o pop. “Não vou deixar de fazer pop, só vou mudar a forma de fazer as coisas, porque mudei a forma de me expressar. A gente não precisa de voz e violão pra ser intimista. Você pode estar fazendo uma grande fritação e ainda assim ser intimista”, disse.

Confira o clipe recém-lançado de “MAMA.CITA (hasta la vista)”, parceria entre Luísa Sonza e Xamã:

[Se o vídeo não for reproduzido automaticamente, basta clicar em "Assistir no Youtube"]

+++LEIA MAIS: Luísa Sonza publica vídeo tocando guitarra: 'Estressar os rockeiro'