Lula é ovacionado em show de Chico César e Geraldo Azevedo; assista

Ao final do show de Chico César e Geraldo Azevedo, milhares de pessoas gritaram o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Redação Publicado em 07/12/2021, às 15h18 - Atualizado às 15h19

None
Luiz Inácio Lula da Silva em 2009 (Foto: Sean Gallup/Getty Images)

Os músicos Chico César e Geraldo Azevedo fizeram uma apresentação lotada no sábado, 4 de dezembro, no famoso Circo Voador, casa de espetáculos da Lapa, na cidade do Rio de Janeiro. Os ingressos para o show ficaram esgotados — e, ao final do evento, a plateia lotada ovacionou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Segundo informações da Revista Fórum, o final do show contou com um momento em que a maior porte da plateia gritou “Olê, olê, olê, olá. Lula, Lula” diversas vezes, como uma forma de saudar o ex-presidente.

+++LEIA MAIS: Assembleia da ONU: Durante governo Lula, Gilberto Gil tocou na abertura da cerimônia em 2003 [FLASHBACK]

O momento, contudo, não foi o único que contou com uma aclamação a Lula no dia 4 de dezembro. Antes do show de Chico César e Geraldo Azevedo, o ex-presidente foi ovacionado durante uma apresentação de um bloco de Carnaval no centro do Rio de Janeiro.

Os gritos do público em aclamação ao ex-presidente Lula foram registrados no show e durante a apresentação do bloco de Carnaval — e, posteriormente, foram publicados nas redes sociais. O jornalista Alexandre Putti compartilhou o momento no perfil do Twitter; confira as filmagens abaixo:

+++LEIA MAIS: Visita de Lula a Salvador surpreende pela 'semelhança' com campanha de 2002; veja

Chico César em apoio a Lula

Conforme lembrou a Revista Fórum, o cantor e compositor Chico César sempre apoiou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT). Em 2018, após o político ser preso pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro na ação penal envolvendo um triplex no Guarujá, o artista divulgou um poema.

O texto de Chico César (confira abaixo) denunciava a prisão do ex-presidente. Vale lembrar que, em 8 de novembro 2019, depois de ficar 580 dias preso, Lula foi solto após o Supremo Tribunal Federal ter considerado a prisão em segunda instância inconstitucional.

+++LEIA MAIS: Mano Brown e Lula discutem o que é direita: 'Segmento conservador que defende interesse dos ricos'

“Aos idiotas
Antipatriotas
Vendilhões do templo-nação
Digo não
Aos canalhas
E à toda tralha
Que odeia quem trabalha
Digo: Vês, chegará vossa vez (...)”