3 motivos para assistir Eu Me Importo, novo filme de Rosamund Pike na Netflix

O longa-metragem estreou dia 19 de fevereiro na plataforma de streaming

Julia Harumi Morita | @the_harumi Publicado em 22/02/2021, às 16h00

None
Eu Me Importo (Foto: Reprodução /Twitter)

Na última sexta, 19, a Netflix disponibilizou Eu Me Importo, um suspense misturado com comédia estrelado por Rosamund Pike (Garota Exemplar). No papel de Marla Grayson, a atriz vive uma golpista elegante e bem-sucedida que passa a lidar com diversos tipos de ameaças quando escolhe a vítima errada.

Dirigido por J Blakeson, o longa-metragem foi indicado na categoria Melhor Atriz em Filme  de Musical ou Comédia no Globo de Ouro 2021. De forma geral, a obra se destaca mais pelas performances do que a própria trama, mas ainda é uma boa opção para quem procura um novo entretenimento na plataforma de streaming. 

+++ LEIA MAIS: 4 séries documentais de true crime na Netflix para quem gostou de Cena do Crime: Mistério e Morte no Hotel Cecil [LISTA]

Ainda não assistiu Eu Me Importo? Então confira três motivos para assistir o longa na Netflix

Elenco de destaque

Além de Pike, o elenco de Eu Me Importo conta com outros nomes de destaque. Dianne Weist (Edward Mãos de Tesoura) vive uma senhora nada inofensiva, Peter Dinklage (Game of Thrones) interpreta um mafioso, enquanto Eiza González (Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw) é Fran, a parceira de Marla

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

Um bom entretenimento 

Apesar de ter personagens um pouco caricatos, Eu Me Importo consegue prender o espectador com a disputa entre Marla e Roman, além de trazer protagonistas LGBTQIA+. É um filme fácil de assistir e traz debates sobre injustiças cometidas dentro da lei, a sociedade e a liderança das mulheres - mesmo que de forma superficial.


Fuga da narrativa bem vs mal 

O ponto mais interessante do filme talvez seja a falta de heróis e heroínas. A trama foca nos golpes de Marla e, mais tarde, na disputa entre ela e o mafioso Roman. Nenhum dos personagens principais ou secundários são inocentes, o que leva o espectador a se dividir na torcida dos vilões.   

+++ LEIA MAIS: Oscar 2021: 7 motivos para assistir Os 7 de Chicago [LISTA]


+++ KANT: 'AQUELES QUE NOS DÃO MAIS ATENÇÃO SÃO OS QUE MAIS CRITICAM' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL