3 motivos para assistir O Tigre Branco, novo sucesso da Netflix [LISTA]

O longa-metragem estreou no dia 22 de janeiro na plataforma de streaming

Julia Harumi Morita | @the_harumi Publicado em 28/01/2021, às 12h11

None
O Tigre Branco (Foto: Reprodução /Twitter)

Na última sexta, 22,  o filme O Tigre Branco estreou no catálogo da Netflix e rapidamente entrou para o Top 10 da plataforma de streaming no Brasil. Baseado no livro de mesmo, escrito por Aravind Adiga, a produção apresenta um drama intrigante sobre a luta pela ascensão social.

O jovem Balram Halwai trabalha como motorista para uma poderosa família e deseja escapar do “galinheiro” - o sistema capitalista e o impulso congênito da classe trabalhadora de servir os mais ricos da sociedade.

Ainda não viu O Tigre Branco? Então confira três motivos para assistir o longa-metragem, segundo a Rolling Stone Brasil

Performances brilhantes

A produção conta com nomes conhecidos do cinema, como Priyanka Chopra Jonas (Baywatch: S. O. S. Malibu e Megarrromântico) e Rajkummar Rao (Chhalaange Ludo), que interpretam de forma eloquente o casal privilegiado Ashok e Pinky.

Mas o ator Adarsh Gourav é quem se destaca com a performance brilhante de Balram, um personagem complexo, o qual deixa de ser um jovem pobre e astuto, mas ingênuo, para se transformar em um homem poderoso e audacioso, mas ponderado.

+++ LEIA MAIS: Netflix abre as portas para protagonistas asiáticas e reinventa os romances adolescentes [ANÁLISE]


Diálogo com o espectador 

Um dos elementos mais envolventes do filme é a conversa que o protagonista estabelece com o espectador. Desde o início, Balram não apenas narra a própria história, mas analisa o próprio comportamento - o que resulta em um diálogo honesto e provocante, o qual chega a quebrar a quarta parede e direcionar perguntas e mensagens diretamente para o público.

+++ LEIA MAIS: Eu Nunca: Como um tuíte fez Maitreyi Ramakrishnan estrelar o novo sucesso da Netflix?


A jornada pela ascensão social

Por meio da cultura indiana, Adiga e o diretor Ramin Bahrani exploram uma narrativa universal: a jornada pela ascensão social. Enquanto assistimos o filme, não é difícil lembrar do vencedor do Oscar Parasita ou até mesmo de Quem Quer Ser Um Milionário - se quisermos continuar na esfera de histórias protagonizadas por personagens indianos. 

Mas não pense que a familiaridade com o tema transforma o filme em uma narrativa pouco cativante. Em O Tigre Branco, vemos uma história moderna sobre a busca pelo sucesso com personagens que começam a ganhar consciência, mas não conseguem evitar as velhas consequências até a ascensão de Balram

+++ LEIA MAIS: Além de La Casa de Papel: 4 séries da Netflix para quem gostou de Lupin


+++ OS PIORES FILMES DE 2020 | ROLLING STONE BRASIL