Bono, Penélope Cruz e mais lançam Pandemica, animação que conscientiza sobre crise de acesso à vacina contra Covid-19

Artistas emprestaram as vozes para a web série animada

Jon Blistein, Rolling Stone EUA Publicado em 25/03/2021, às 13h52

None
Bono, vocalista do U2, em Berlim (Foto: Wolfgang Kumm / AP)

Bono Vox, Penélope Cruz, David Oyelowo e muitos outros artistas emprestaram as vozes para Pandemica, série animada, criada para aumentar a conscientização sobre o acesso severamente limitado à vacina Covid-19 nos países mais pobres do mundo.

Pandemica foi liderada pela One Campaign, organização global de saúde e combate à pobreza co-fundada por Bono, em colaboração com Hive. A produção tem ilustração de Andrew Rae com animação de Titmouse. Father ficou responsável pela música e design de som. O elenco inclui Connie Britton, Nick Kroll, Kumail Nanjiani, Phoebe Robinson, Michael Sheen, Wanda Sykes, Meg Donnelly, Patrick Adams, Dalai Gurira, Laura Marano e Calum Worthy.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro menospreza recorde de óbitos por Covid-19: 'Em todo local está morrendo gente'

"Além da animação e humor subversivo, Pandemica é o pior lugar para estar na pandemia de Covid-19," Bono, vocalista do U2 e cofundador do One and (Red), disse à Rolling Stone EUA. "Embora possa não ser um lugar real, para bilhões de pessoas em todo o mundo é tudo muito real. As vacinas agora trazem a esperança de uma saída, mas não será uma saída se todos países do planeta tenham acesso suficientes. Se o imunizante não estiver em todos os lugares, então esta crise não vai a lugar nenhum."

"Pandemica é uma ilustração convincente da desigualdade em todo mundo," acrescentou Cruz em comunicado. "Minha expectativa é de todos os que assistem a esta série usem a voz e tomem medidas para garantir igualdade."

+++LEIA MAIS: Após Austrália conter Covid-19, Midnight Oil faz show para 13 mil pessoas

Atualmente, menos de 1% das doses da vacina contra Covid-19 administradas globalmente foram para pessoas em países de baixa renda, enquanto países mais ricos do mundo atualmente têm um excedente de doses. Uma análise publicada pela One em fevereiro descobriu que países como os Estados Unidos, Reino Unido, Japão, Canadá, Austrália e os da União Europeia estavam a caminho de acumular mais de um bilhão de doses de vacina, apesar de terem o suficiente para vacinar as populações inteiras.

Por exemplo, One estimou: os EUA teriam 453.520.960 doses extras de vacina para compartilhar com base na população atual e quantas doses havia comprado dos cinco principais fabricantes de vacinas.

+++LEIA MAIS: Bono relembra o dia em que conheceu Ian Curtis em "um momento muito especial" durante podcast; ouça

Recentemente, tentaram começar a abordar esse problema, com o secretário de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, dizendo como o país planejava compartilhar 2,5 milhões de doses da vacina AstraZeneca com o México e 1,5 milhões com o Canadá (reguladores americanos ainda não aprovaram a vacina AstraZeneca, embora tenha sido autorizado em outro lugar).

Pandemica está disponível para assistir no site One, bem como na página da campanha no YouTube.

+++LEIA MAIS: Bono proibia bandas de abertura com rapazes bonitos por causa da filha


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

+++ HUNGRIA HIP HOP | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL