Fãs de Taylor Swift criticam Ginny e Georgia, nova série da Netflix, por fala sexista sobre a cantora; entenda

Produção original foi lançada no dia 24 de fevereiro

Redação Publicado em 01/03/2021, às 13h54

None
Taylor Swift (Foto: Evan Agostini)

Ginny e Georgia, nova série original Netflix de comédia, drama e suspense, voltada ao público jovem adulto, chegou ao catálogo no dia 24 de fevereiro. Apesar de ter passado os dias após o lançamento no primeiro lugar do TOP 10 da plataforma em vários países, a produção está sendo criticada pelos fãs da Taylor Swift por uma fala sexista. 

No episódio final da série, em mais um drama de mãe e filha, as protagonistas, Ginny Miller (Antonia Gentry) e a mãe Georgia (Brianne Howey) discutem sobre diversas questões, inclusive, sobre as relações amorosas de cada uma. 

+++LEIA MAIS: Ama dança? Conheça o poderoso e comovente documentário da Netflix, Pole Dance: Dança do Poder

Em um momento da discussão, Georgia pergunta se Ginny terminou com o namorado, ao que a filha responde: "O que importa para você? Você troca de homens mais rápido do que a Taylor Swift."


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


A fala foi muito criticada pelos fãs de Swift por ser uma declaração sexista. Muitos perfis usaram o Twitter para apontar que a série com uma personagem caracterizada como feminista, Ginny, falhou demais com esta frase dita por ela.

+++LEIA MAIS: Para superar o fim de Para Todos os Garotos: 7 produções de romance teen para maratonar na Netflix [LISTA]

Segundo a NME, também existe a questão da cantora ser constantemente reduzida aos relacionamentos enquanto celebridades homens, principalmente, os homens brancos cisgênero e héteros, muitas vezes, namoram muito mais e não são cobrados por isso como Swift é. 

Os fãs da cantora subiram uma tag "Respect Taylor Swift" ("Respeite Taylor Swift", em tradução livre) no Twitter devido à fala da série. "Não é irônico como Ginny e Georgia é uma série que supostamente aborda o feminismo, mas ainda tem falas desatualizadas e sexistas?", escreveu um perfil.

+++LEIA MAIS: As 52 estreias da Netflix para março de 2021: Sky Rojo, trilogia de Karatê Kid e mais

"Estava gostando muito de Ginny e Georgia até que eles adicionaram uma fala realmente inapropriada sobre Taylor Swift de uma personagem que supostamente é feminista", pontuou outro fã.


+++ FBC E VHOOR REFLETEM SOBRE HIP-HOP: 'MÚSICA É PARA SER SENTIDA' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL