Festival de cinema de Toronto 'boicota' filmes da Netflix e Amazon

O Festival Internacional de Toronto (TIFF) mudou as regras para a participação de filmes nesta edição

Redação Publicado em 11/09/2019, às 07h00

None
Amazon e Netflix. (Foto: Reprodução).

O Festival Internacional de Toronto (TIFF) mudou as regras para a participação de filmes. Neste ano, o evento definiu que todos os longa-metragens procedentes de plataformas de streaming seriam barrados do festival. A decisão foi tomada companhia de entretenimento canadense, Cineplex, que possui o prestigiado Scotiabank Theatre, local oficial de exibição dos filmes participantes.

Com isso diversos títulos foram barrados do festival, entre eles Meu Nome é Dolemite, História de um Casamento, Dois Papas e A Lavandeira, da Netflix. Já alguns dos filmes da Amazon barrados são: Os Miseráveis, Honey Boy, O Relatório e The Aeronauts.

Sarah Van Lange, representante do Cineplex, declarou para o The Hollywood Reporter que a companhia impediu a participação dos filmes para manter a tradição de exibir apenas títulos feitos para telas de cinema.

"Existem centenas de filmes fantásticos sendo exibidos no festival este ano e, com todas essas opções, nós pedimos que os títulos exibidos em nossas telas sejam de estúdios que compreendem e apreciam a importância do modelo tradicional de cinema."

O CEO da companhia, responsável pelo evento, dono de uma das empresas patrocinadoras do festival e crítico declarado da Netflix e da Amazon, Ellis Jacob, também se pronunciou sobre a decisão.

"Nós temos uma sólida e duradoura parceria com o TIFF e estamos orgulhosos de nosso papel na criação de experiências cinematográficas memoráveis para os participantes, agora e nos próximos anos que virão", disse Jacob.

Os organizadores do festival também se manifestaram: "Cineplex tem sido um ótimo parceiro do TIFF por muitos anos. Este ano, novas restrições foram estabelecidas em relação ao uso das salas de cinema da Scotiabank durante o festival. Como resultado, o TIFF agendou filmes que não estão de acordo com os requisitos dos cinemas tradicionais em outros locais"

Contudo, a nova política de seguro de proteção e indenização obrigou o festival a voltar atrás e exibir os filmes da Amazon e da Netflix apenas para imprensa à dois quarteirões do Bell Lightbox, a sede do festival.