Harry Styles não liga de não ser considerado másculo

O músico falou sobre masculinidade e sexualidade em entrevista para a Rolling Stone EUA

Rob Sheffield / Rolling Stone EUA Publicado em 26/08/2019, às 18h55

None
Harry Styles (Foto: Reprodução / Ryan McGinley para Rolling Stone EUA)

Harry Styles tem uma tendência de valorizar o seu charme, simplesmente porque ele pode. Na sua adolescência, era uma figura pública e mesmo assim, guardou vários segredos de sua privacidade. Mas, hoje em dia está descobrindo as coisas que quer dizer e sem medo de falar o que pensa.

"Mais aberto. Eu estou descobrindo como me sinto melhor em ser aberto com os amigos. Sentir essa vulnerabilidade, ao invés de manter tudo dentro”, afirma o cantor. 

Como muitas pessoas da sua idade, está em uma fase em que se questiona sobre as questões culturais, de gênero, de identidade e tem novas ideias sobre masculinidade e sexualidade. O cantor comenta: “Eu me sinto muito bem em ter um grupo de amigos com quem eu posso sempre falar sobre meus sentimentos e ser bem aberto.”

+++LEIA MAIS: Do One Direction a cogumelos: o crescimento de Harry Styles como um astro do rock

“Um pai de um amigo me disse ‘Vocês têm muita sorte de ser quem vocês são. Eu nunca tive amigos que eu pudesse realmente conversar. É muito bom que vocês tenham uns aos outros porque vocês conversam sobre qualquer coisa. Nós não fazíamos isso.’”, finaliza.

Harry Styles gosta de cultivar uma aura de ambiguidade sexual. Na vida pública, sempre namorou mulheres. No entanto, nega-se em rotular a sexualidade. Em sua primeira turnê solo, costumava pautar o orgulho LGBTQ+ durante as apresentações. Em um show na Filadélfia, nos Estados Unidos, usou uma bandeira LGBTQ+ e na frente, tinha uma frase: "Make America Gay Again" (em tradução livre, "faça a América Gay de novo"). E, o que essas bandeiras no palco significam?

"Eu quero fazer as pessoas se sentirem confortáveis ​​sendo o que elas querem ser. Talvez fazê-las sentir durante um show que não estão sozinhas. Eu sei que, como um homem branco, eu não vejo as mesmas coisas que muitas pessoas que vão para os shows. Eu não posso afirmar que eu sei como é, porque eu não sei. Então, eu não estou tentando dizer: ‘Eu entendo como é.’ Eu só estou tentando fazer as pessoas se sentirem incluídas e vistas.", conta Harry

+++ LEIA MAIS: Harry Styles faz cover de Nirvana em Tóquio 

Desde o período da One Direction, deixava claro que não rotulava a sua sexualidade. Em uma entrevista para um programa do Reino Unido, o apresentador perguntou o que ele e Liam Payne, seu ex-companheiro de banda, procuram em um encontro. "Mulher", respondeu Liam, enquanto Harry contesta o colega: "Não é tão importante".

+++ De Djonga a Metallica: Scalene escolhe os melhores de todos os tempos