Pulse

Para Morrissey, manifestantes de esquerda em seu show foram "golpe" da imprensa

“Fora daqui! Fora. Não preciso de vocês," disse o ex-vocalista do The Smiths enquanto expulsava os manifestantes do concerto em Portland

Redação Publicado em 09/10/2019, às 16h56

None
Morrissey (Foto: Marco Ugarte/AP Photo)

Em um concerto em Portland, Morrissey expulsou dois manifestantes que se rebelaram contra o apoio do músico ao For Britain, partido político britânico de extrema-direita. Após o ocorrido, o cantor culpou à imprensa de seu próprio país pela aparição dos dois.

+++LEIA MAIS: Turnê de Morrissey nos Estados Unidos encalha e ingressos podem ser comprados por 7 dólares

Os manifestantes empunharam cartazes de protesto que desagradaram o cantor. Em um deles, havia uma cruz sobre o símbolo do movimento anti-islâmico (apoiado pelo músico); em outro lia-se uma alusão a uma música famosa de Morrissey, "Bigmouth indeed," algo como "boca grande de fato," em português. 

Enfurecido com a pequena manifestação, o cantor interrompeu o show e recusou-se a continuar até que os dois fossem retirados do local. Após exigir a saída dos dois, Morrissey gritou ao microfone: “Fora daqui! Fora. Não preciso de vocês.”

+++LEIA MAIS: Turnê de Morrissey nos Estados Unidos encalha e ingressos podem ser comprados por 7 dólares

O ex-vocalista do The Smiths, que já foi com um button do partido extremista em um programa de televisão, complementou: “Vamos ser sinceros, quando esse cartaz ou vocês desaparecerem, eu continuo." 

Morrissey compartilhou nas redes sociais uma foto de outro show, em San Diego. No post, o músico disse que na apresentação não existiram manifestantes "ofendidos politicamente (como os que foram pagos e plantados pela imprensa britânica)," referindo-se ao outro concerto.

post Morrissey